#VidasNegras: Você sabe o que é filtragem racial?

Você sabe o que é filtragem racial? É quando uma pessoa é escolhida como suspeita simplesmente por causa da cor. Isso é justo?

A campanha #VidasNegras busca sensibilizar para o fim da violência contra a juventude negra no Brasil. Junte-se à ONU e compartilhe essa ideia! https://bitly.com/vnegras

Anúncios

Países lusófonos em prol das políticas de gênero

26295879859_48e5129563_o-960x512

Publicado originalmente em 14/11/17

No final de outubro (2017), estiveram reunidos em Brasília autoridades de diversas nações lusófonas, que compõem a Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP), para debater políticas nacionais voltadas para promoção da igualdade de gênero. O evento se deu na V Reunião de Ministras e Altas Autoridades para Igualdade de Gênero da CPLP, sob a coordenação da secretária de Políticas para as Mulheres do Brasil (SPM/SEGOV), Fátima Pelaes.

Na ocasião, foi celebrado Acordo de Cooperação Mútua, em forma de Memorando de Entendimento, entre a Organização das Nações Unidas para Mulheres (ONU Mulheres) e os países da CPLP. Tal ato formaliza a participação conjunta da coalizão nos debates em cúpulas internacionais.

Continuar lendo

ONU discute papel da ciência e da tecnologia para a saúde e o bem-estar

Departamento de Assuntos Econômicos e Sociais das Nações Unidas, o Mecanismo de Facilitação de Tecnologia da ONU, o Centro Mundial para o Desenvolvimento Sustentável (Centro RIO+) e a Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) promoveram consulta internacional sobre o papel da ciência, da tecnologia e da inovação no cumprimento da Agenda 2030 para o Desenvolvimento Sustentável, especialmente no que se refere à saúde e ao bem-estar.

Representantes e especialistas de setor privado, governo, organizações não governamentais e instituições de pesquisa estiveram presentes em apresentações e debates cujo foco foi o cumprimento da Agenda 2030 por meio da ciência, da tecnologia e da inovação. Discutiu-se também oportunidades de avanço na saúde e experiências de uso de plataformas online. Duas plataformas digitais sobre colaboração e participação no desenvolvimento sustentável também foram lançadas.

Mais no vídeo e em http://bit.ly/fiocruz2030

Angola passa a integrar o Conselho de Direitos Humanos da ONU

1024px-United_Nations_Human_Rights_Council_Logo.svg

Publicado originalmente em 27/10/17

Angola foi eleita para ingressar no Conselho de Direitos Humanos das Nações Unidas (CDH) durante período de 2018 a 2020. A votação ocorreu no decurso da Assembleia Geral, no mês de setembro deste ano (2017), quando o país obteve 187 votos de um total de 193 votantes no processo eletivo que também integrou mais 15 Estados ao Conselho.

Continuar lendo

Patrimônio da Humanidade, Cais do Valongo recebe visita do rei Ashanti de Gana

Patrimônio Mundial pela UNESCO, o Cais do Valongo, maior ponto de desembarque do tráfico transatlântico – entre os séculos 16 ao 19 –, recebeu a visita do rei Ashanti de Gana, Otumfuo Osei Tutu II. Durante visita ao Brasil, o rei conheceu um pouco mais sobre a herança africana na cidade do Rio de Janeiro.

Estima-se que, apenas no século 19, entre 500 mil e 900 mil africanos escravizados tenham passado pelo cais, nomeado como Patrimônio da Humanidade em julho deste ano. Saiba como foi a visita nesta matéria do Centro de Informação das Nações Unidas para o Brasil (UNIC Rio). Detalhes sobre a visita: http://bit.ly/ashanti2017

ONU lança documentário ‘Guarani e Kaiowá: pelo direito de viver no Tekoha’

Publicado originalmente em 12/09/17

Em 2017, a Declaração da ONU sobre os Direitos dos Povos Indígenas completa 10 anos. Este marco relembra a importância dos povos indígenas na formação e riqueza da sociedade e como eles são ameaçados. No Brasil, no ano de 1500, a população de indígenas era de 8 milhões; hoje, em 2017, eles são cerca de 900 mil.

No Mato Grosso do Sul, centro-oeste do país, a situação territorial é dramática e provoca uma série de abusos de direitos humanos, que afetam principalmente os guarani e kaiowá.

Para contar um pouco sobre a situação dessas populações, o Centro de Informação das Nações Unidas para o Brasil (UNIC Rio) visitou a Reserva Indígena de Dourados e diversas aldeias do estado de Mato Grosso do Sul. Foram mais de mil quilômetros percorridos durante cinco dias para a produção do documentário “Guarani e Kaiowá: Pelo direito de viver no Tekoha”.

Documentário completo: https://nacoesunidas.org/?p=128456

ONU participa do Aty Kuña, grande assembleia das mulheres indígenas, em Mato Grosso do Sul

Publicado originalmente em 06/10/17

ONU participa do Aty Kuña, grande assembleia das mulheres indígenas, em Mato Grosso do Sul. Encontro é um dos principais atos políticos do calendário de mobilização das mulheres Kaiowá e Guarani. Neste ano, reuniu cerca de 300 participantes. Nadine Gasman, representante da ONU Mulheres Brasil e coordenadora do Grupo Temático de Gênero, Raça e Etnia da ONU Brasil, liderou a delegação da ONU no Aty Kuña.

“A presença da ONU Brasil no Aty Kuña expressa o compromisso das Nações Unidas em aprofundar o trabalho com as mulheres indígenas e de elaborar um plano de emergência frente ao agravamento da situação relatada pelas lideranças indígenas”, disse Nadine.

Saiba mais nesta matéria e confira vídeo especial da ONU Brasil: http://bit.ly/onu-atykuna