Assinado o acordo de suspensão de vistos entre Angola e África do Sul


angola-passaporte-960

Publicado originalmente em 10/11/17

O Embaixador sul-africano em Angola, Fannie Mfana Phakola, anunciou a assinatura do Acordo que suspende a necessidade de visto ordinários de entrada em ambos os países. A declaração foi feita durante a sua visita à Província angolana de Moxico, acompanhado de delegação sul-africana, realizada agora, no início do mês de novembro. A suspensão dos vistos entrará em vigor a partir da primeira quinzena do mês de dezembro deste ano (2017).

África do Sul e Angola mantêm relações diplomáticas desde 1994, com o estabelecimento da embaixada angolana em território sul-africano. No decorrer dos anos foram realizados diversos acordos de cooperação, com ênfase nas relações econômicas e investimentos em infraestrutura. Desta forma, a efetivação do processo de finalização da emissão pode ser considerada uma maneira de incentivo às trocas e à circulação de pessoas, bens e serviços, assim como uma forma de ampliar o escopo da Parceira Estratégica iniciada em 2009.

Estes meios de incrementar as relações também foram discutidos durante a assinatura do Acordo. A delegação sul-africana assegurou a intenção do seu Governo em impulsionar os investimentos e fomentar a atuação de empresas no âmbito da cooperação em várias áreas, como construção, hotelaria, educação, entre outras.

Igualmente, destaca-se que a isenção de vistos é uma temática amplamente discutida na região sul do continente africano, tendo em vista que esta pauta é uma das metas da Comunidade de Desenvolvimento da África Austral (SADC, sigla em inglês), criada em 1980. Desde então, a Organização incentiva os 14 países membros, incluindo Angola e África do Sul, a iniciarem tal processo como forma de aumentar o fluxo econômico e promover o desenvolvimento regional.

Anteriormente, a Angola já havia assinado um Protocolo juntamente com a África do Sul e Moçambique para a isenção de vistos e passaportes de serviço. Compreende-se que o novo Acordo, somado as demais iniciativas adotadas, tais como incentivo à cooperação, podem representar um passo significativo, tanto nas relações entre os dois Estados, quanto nas dinâmicas econômicas e sociais da região Austral.

Fonte: CEIRI Newspaper

Anúncios

7 respostas em “Assinado o acordo de suspensão de vistos entre Angola e África do Sul

  1. A notícia acima, que se refere ao acordo assinado entre Angola e África do Sul para a suspensão de vistos é um claro exemplo de cooperação na sociedade internacional. A facilidade para se transitar entre esses dois países traz inúmeros benefícios a ambos, como construção, hotelaria e educação. Não foi surpresa que o acordo tenha sido assinado já que a África do Sul mantém relações diplomáticas com a Angola desde 1994, e no decorrer dos anos foram assinados diversos outros acordos para contribuir com a infraestrutura de ambos os países. Isso é uma ótima notícia, pois os países africanos muitas vezes esquecidos pela comunidade internacional estão percebendo a importância de se aliarem afim de melhorarem a sua economia e consequentemente aumentar as oportunidades de emprego e educação para suas populações, que muitas vezes vivem em situações precárias. Que outros acordos continuem sendo firmados no que tange também a questões de segurança e conflitos que possam haver entre outros Estados, só com acordos e cooperações a sociedade internacional poderá alcançar objetivos relevantes a todos os países.

    Curtir

  2. Angola e África do Sul são parceiros estratégicos no campo do desenvolvimento econômico e da infraestrutura desde um acordo em 2009, e antes disso parceiros diplomáticos desde 1994. Nesse sentido, a suspensão de vistos entre os dois países pode ser considerado como mais um passo na cooperação, uma vez que favorece, como cita o texto, diversos setores de ambos os países. No entanto, constata-se não necessariamente o favorecimento dos interesses dos indivíduos em si, na sua possibilidade de locomoção facilitada, mas trata-se principalmente de interesses estatais mútuos no crescimento econômico. Além disso, essa diplomacia, que evoluiu para um acordo de desenvolvimento econômico, e agora para a flexibilização das fronteiras é um importante referencial para os acordos multilaterais de desenvolvimento da África, como a Comunidade de Desenvolvimento da África Austral (SADC), citada no artigo. A partir disso, o continente, historicamente marcado por conflitos pode encontrar objetivos comuns pelos quais possam promover o desenvolvimento do conjunto. Ademais, convém destacar que esses países possuem dois dos maiores PIBs do continente, mas não são os mais bem colocados, nesse sentido, esse processo de integração pode tratar-se inclusive de estratégias através das quais esses países buscam ascender a posições mais elevadas nos medidores econômicos.

    Curtir

    • A cooperação internacional é um instrumento a serviço da política externa refletindo, na sua generalidade, as áreas geográficas e os países com os quais um Estado tem relações preferenciais. Nesse sentido, o acordo de suspensão de vistos entre Angola e África do Sul reflete um exemplo significativo dessa iniciativa, uma vez que ao suspender a necessidade dos vistos para a entrada nesses países, representa uma forma de incentivo, como mencionado no texto, às trocas e à circulação de pessoas, bens e serviços.
      Vale destacar, ainda, a relevância desse acordo como de extrema importância para as Relações Internacionais, visto que além do aumento da mobilidade dos cidadãos, propiciará um aumento no fluxo econômico, garantindo, dessa forma, o desenvolvimento regional desses países. Aliado a isso, esse acordo é fundamental para incentivar as empresas no que diz respeito a atuação, no sentido de cooperação, impulsionando importantes áreas como a construção e a educação. Essas medidas, em conjunto, propiciarão, através do fluxo de investimentos e turismo, uma dinamização, por exemplo, dessas regiões, melhorando a situação de ambos os Estados.

      Curtir

  3. A cooperação internacional é um instrumento a serviço da política externa refletindo, na sua generalidade, as áreas geográficas e os países com os quais um Estado tem relações preferenciais. Nesse sentido, o acordo de suspensão de vistos entre Angola e África do Sul reflete um exemplo significativo dessa iniciativa, uma vez que ao suspender a necessidade dos vistos para a entrada nesses países, representa uma forma de incentivo, como mencionado no texto, às trocas e à circulação de pessoas, bens e serviços.
    Vale destacar, ainda, a relevância desse acordo como de extrema importância para as Relações Internacionais, visto que além do aumento da mobilidade dos cidadãos, propiciará um aumento no fluxo econômico, garantindo, dessa forma, o desenvolvimento regional desses países. Aliado a isso, esse acordo é fundamental para incentivar as empresas no que diz respeito a atuação, no sentido de cooperação, impulsionando importantes áreas, como a construção e a educação. Essas medidas, em conjunto, propiciarão, através do fluxo de investimentos e turismo, uma dinamização, por exemplo, dessas regiões, melhorando a situação de ambos os Estados.

    Curtir

  4. A cooperação internacional é um instrumento a serviço da política externa refletindo, na sua generalidade, as áreas geográficas e os países com os quais um Estado tem relações preferenciais. Nesse sentido, o acordo de suspensão de vistos entre Angola e África do Sul reflete um exemplo significativo dessa iniciativa, uma vez que ao suspender a necessidade dos vistos para a entrada nesses países, representa uma forma de incentivo, como mencionado no texto, às trocas e à circulação de pessoas, bens e serviços.
    Vale destacar, ainda, a relevância desse acordo como de extrema importância para as Relações Internacionais, visto que além do aumento da mobilidade dos cidadãos, propiciará um aumento no fluxo econômico, garantindo, dessa forma, o desenvolvimento regional desses países. Aliado a isso, esse acordo é fundamental para incentivar as empresas no que diz respeito a atuação, no sentido de cooperação, impulsionando importantes áreas como a construção e a educação. Essas medidas, em conjunto, propiciarão, através do fluxo de investimentos e turismo, uma dinamização, por exemplo, dessas regiões, melhorando a situação de ambos os Estados.

    Curtir

    • A cooperação internacional é um instrumento a serviço da política externa refletindo, na sua generalidade, as áreas geográficas e os países com os quais um Estado tem relações preferenciais. Nesse sentido, o acordo de suspensão de vistos entre Angola e África do Sul reflete um exemplo significativo dessa iniciativa, uma vez que ao suspender a necessidade dos vistos para a entrada nesses países, representa uma forma de incentivo, como mencionado no texto, às trocas e à circulação de pessoas, bens e serviços.
      Vale destacar, ainda, a relevância desse acordo como de extrema importância para as Relações Internacionais, visto que além do aumento da mobilidade dos cidadãos, propiciará um aumento no fluxo econômico, garantindo, dessa forma, o desenvolvimento regional desses países. Aliado a isso, esse acordo é fundamental para incentivar as empresas no que diz respeito a atuação, no sentido de cooperação, impulsionando importantes áreas como a construção e a educação. Essas medidas, em conjunto, propiciarão, através do fluxo de investimentos e turismo, uma dinamização, por exemplo, dessas regiões, melhorando a situação de ambos os Estados.

      Curtir

Comente esta notícia!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s