Understanding Trump’s Phone Call With Taiwan


Published on Dec 06, 2016

Stratfor Vice President of Strategic Analysis Rodger Baker examines the strategy behind U.S. President-elect Donald Trump’s recent conversation with Taiwanese President Tsai Ing-wen.

STRATFOR

Anúncios

Uma resposta em “Understanding Trump’s Phone Call With Taiwan

  1. Diferente do que se esperaria, num ponto de vista liberal de relações internacionais, os Estados Unidos, sob o governo de Donald Trump, tem tentado aproximar-se do Taiwan, ignorando a política de “Uma China”, do governo chinês. O que torna este fato contraditório para a doutrina liberal é a contraposição dos interesses estado-unidenses aos interesses chineses de forma exageradamente agressiva, visando apenas benefícios econômicos; sendo que este atrito poderia até escalar para uma guerra. A maior contradição desta relação na ótica liberal, portanto, jaz no risco exagerado que os Estados Unidos se põe a correr, arriscando-se até a um possível conflito armado que com certeza anularia quaisquer vantagens econômicas decorrentes deste acordo; o que é absolutamente contra-intuitivo para a doutrina liberal. Por outro lado, é absolutamente desejável, numa ótica realista de relações internacionais, que os Estados Unidos tentem indispor o Taiwan, uma robusta economia emergente, contra a China, mesmo que isto crie atrito entre os EUA e os chineses; isto porque, além de enfraquecer a China, rival direta dos Estados Unidos, ainda pode trazer benefícios econômicos diretos para a nação norte americana, justificando totalmente o risco.

Comente esta notícia!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s