O que o brasileiro pensa sobre meio ambiente


Publicado em 16/07/2016 por Felipe Poli Rodrigues

conservacaoambientalshutterstock_287860979-630x315

Postado Originalmente: 14/07/2016

Questões ambientais e de sustentabilidade estão na pauta do cotidiano. No entanto, é preciso saber o que as pessoas pensam sobre meio ambiente e como reagem a questões que estão cada vez mais presentes no dia a dia.

O instituto de pesquisa Market Analysisdedicado ao estudo de temas como responsabilidade social, sustentabilidade e consumo consciente elaborou uma pesquisa detalhada para saber qual a percepção dos desafios ambientais e como as pessoas reagem.

Tecnologias para ajudar a ter um estilo de vida sustentável e diminuir o impacto ambiental já são parte deste contexto, assim como a preocupação crescente das instituições sociais e governamentais nesta área de atuação. Mas o que pensa o brasileiro desde uma perspectiva individual sobre estas iniciativas? Existe consciência ambiental na sociedade?

A pesquisa “Entendendo o Contexto da Opinião Ambiental”, divulgada esta semana pelo Instituto Market Analysis mostra que temas como Poluição de rios, lagos e oceanos, Poluição do ar em geral, Escassez de água potável, As emissões de gases dos automóveis, Mudanças climáticas/aquecimento global e A diminuição dos recursos naturais são considerados de extrema gravidade por mais de 90% dos entrevistados. No entanto as reações em relação às soluções ainda são bastante díspares, com uma parte das pessoas considerando que a inovação tecnológica vai ajudar a superar essas questões, enquanto outra parte acredita que é necessária uma mudança de comportamento.

Outro dado interessante é sobre os atores que podem ajudar a resolver os problemas. A maior parte das pessoas não acredita que governos possam solucionar essas questões e colocam uma maior confiança em organizações sociais e empresas.

Leia aqui a íntegra da pesquisa: Entendendo o Contexto da Opinião Ambiental.

Fonte:Envolverde

5 respostas em “O que o brasileiro pensa sobre meio ambiente

  1. O texto mostra uma visão pessimista da sociedade sobre o meio ambiente que reconhece os problemas atuais (até porque eles são extremamente visíveis e comprovados cientificamente ) mas acredita que esse problemas podem ter soluções a longo prazo ,a parte suprendente do texto é o descrédito do estado quanto às pessoas que acreditam mais na iniciativa privada para resolver esses problemas .Ao que me parece as pessoas hoje confiam mais em parcerias empresariais,nos avanços tecnológico e na coerção direta do mercado do que em tratados internacionais.

  2. O capitalismo desenfreado foi o que mais prejudicou o meio ambiente nos últimos 50 anos. A produção em massa, o excesso de lixo, a despeja de resíduos industriais em locais inapropriados é o que mais polui e prejudica a fauna e a flora.
    Analisando as pesquisas observa-se que o brasileiro acredita que a tecnologia pode ajudar a conter a poluição, mas na realidade ela é o que mais polui.
    Para que haja uma melhora no meio ambiente é necessária uma mudança cultural, com programas educativos para que fomente a consciência de se preservar o ambiente, reciclando o lixo, incentivando ao uso de meios de transportes coletivos, diminuindo o consumo de plásticos e evitando o desperdício desnecessário.
    A população em geral deve se mobilizar e pensar em soluções para este problema que se agrava cada vez mais, só nós podemos impedir a degradação do nosso bem mais importante, a natureza.

  3. Durante décadas o mundo encontra-se em uma constante corrida em busca do crescimento econômico/tecnológico. Para se alcançar tal crescimento os países não levaram em conta a preocupação com o meio ambiente, essa é recente e ainda mínima, em vista do dano já causado para esse.
    O mundo capitalista tem como prioridade o desenvolvimento, utilizando-se de fontes e recursos naturais que acreditavam ser inesgotáveis, porém após anos de exploração do meio ambiente hoje enfrentamos a escassez de muitos recursos, a extinção de várias espécies e até mesmo a mudança climática mundial.
    A preocupação com o meio ambiente ainda é mínima, visto que o dano causado para esse é imensurável. É necessário uma grande conscientização de toda população mundial de cuidado, preservação, reposição e consumo consciente, tendo tem vista não só preservar os recursos e sim a biodiversidade e o meio como um todo.
    O meio ambiente é matéria de extrema importância para o campo da nossa existência e algo que deveria ser mais bem protegido e regulamentado pelo direito.

  4. A sociedade Brasileira ainda tem muito o que desenvolver em relação ao pensamento sobre meio ambiente. Grande parte da sociedade entende jogar lixo no chão como um ato natural e pratico enquanto o mínimo que é jogar lixo no lixo não melhorar fica difícil depositar esperanças nesta sociedade. Relacionar artistas a sustentabilidade pode ter grande mudança positiva para os Brasileiros devido a grande influência que estes artistas demonstram sobre a sociedade ditando sobre assuntos como moda, beleza, nada mais justo que ditarem algo de extrema relevância que é o meio ambiente.

  5. A questão ambiental ainda é bastante distante do dia a dia da maioria dos brasileiros. A meu ver, as campanhas de conscientização aumentaram consideravelmente, principalmente com a sua difusão pelos meios tecnológicos, mas os resultados práticos ainda parecem pequenos comparados ao tamanho da necessidade. Talvez uma solução boa seja a obrigatoriedade, desde a escola básica, do ensino de matérias relacionadas ao meio ambiente, pois assim o ser humano passa a ser educado desde novo quanto à importância da preservação. Digo isso porque, na prática, é pouco perceptível a mudança de comportamentos do jovem-adulto que precisa se policiar para evitar que pratique atos de poluição nas pequenas coisas diárias. Além disso, o papel das empresas é bastante relevante, tendo em vista o impacto econômico e social que elas eclodem, inclusive a forte influência de comportamento. Acredito que o comodismo seja o maior mal das nossas gerações que se acostumam facilmente com os benefícios da tecnologia e se esquecem dos impactos causados por esta, deixando de lado a necessidade de buscar um equilíbrio entre o avanço tecnológico e os impactos ambientais. O descarte de materiais eletrônicos é um exemplo clássico que comprova o desinteresse social com a “Mãe Terra”, neste sentido podemos citar a prática da reciclagem, ainda pouco efetiva em nossa sociedade.

Comente esta notícia!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s