Primeira visita de um ministro do Comércio britânico à Argentina em 10 anos


Publicado  em: 05/05/2016

Mark Price final

Mark Price se converteu nesta quinta-feira no primeiro ministro britânico do Comércio a visitar a Argentina em 10 anos, o que Londres interpretou como um sinal de melhoria nas relações bilaterais.

O ministro britânico explicou em um comunicado que a visita “marca uma mudança de etapa nas relações comerciais”.

“A visita segue o encontro que foi mantido em Davos, em janeiro, entre o primeiro-ministro [David Cameron] e o presidente argentino [Mauricio Macri], porque o Reino Unido e a Argentina buscam edificar uma relação mais produtiva”, afirma o texto.

Price pretende que a União Europeia (UE) e o Mercosul acelerem as negociações para um acordo de livre comércio, cujos benefícios potenciais para a economia do Reino Unido seriam de 2,5 bilhões de libras anuais (3,6 bilhões de dólares), segundo cifras britânicas.

A chegada ao poder de Macri na Argentina propiciou um degelo nas relações com o Reino Unido depois das presidências de Néstor Kirchner e sua esposa Cristina, entre 2003 e 2015, devido ao litígio de soberania sobreas Ilhas Malvinas (Falkland Islands), que Londres se nega a discutir.

Essas ilhas foram alvo de uma guerra entre os dois países em 1982.

Fonte: ZH Notícias

3 respostas em “Primeira visita de um ministro do Comércio britânico à Argentina em 10 anos

  1. Mesmo tendo se passado mais de 30 anos da Guerra das Malvinas, o Reino Unido e a Argentina ainda têm discussões hostis. O que não é uma grande surpresa, visto que as Ilhas localizadas na América do Sul, com posição geográfica estratégica, objeto da ferrenha disputa, possuem uma grande reserva de petróleo, atividade pesqueira bem desenvolvida e recebe muitos turistas. Nessa guerra pelo arquipélago, o Reino Unido saiu vencedor e manteve o controle do local. A Argentina, além de ter sido derrotada entrou em profunda crise econômica e política, teve o presidente Galtiere deposto e deu inicio ao seu processo de redemocratização. Contudo, no pós guerra, é possível perceber que os países têm reatado as relações diplomáticas. A visita do ministro britânico representa uma melhora e uma mudança considerável na postura desses países.

  2. Desde o final da guerra pelo controle das Ilhas Malvinas (ou Falkland Islands), Reino Unido e Argentina têm inúmeros entraves diplomáticos devido ao resultado desfavorável ao país sulamericano. Com a derrota para as forças europeias sob o comando de Margaret Thatcher, a Argentina sofreu forte abalo econômico, desencadeando uma profunda desconfiança na política interna e externa no país. Quando a Argentina ainda encontrava-se sob a batuta de Néstor e Cristina Kirchner as relações entre os países permaneceu praticamente hibernada, devido, claro, à divergências ideológicas entre os dois governos. Com a ascensão de Macri ao poder, a Argentina aproxima-se do neo-liberalismo e, consequentemente, da Inglaterra. Ainda precisamos analisar a questão com cautela pois, após tantos anos de suspensão diplomática, é necessário aguardar o desenrolar de tais conversar para, a partir de então, aferir as mudanças no cenário dos dois países com tal reaproximação.

  3. Assim como já foi comentado, a relação entre Argentina e o Reino Unido foi conflituosa durante um longo período, acarretando consequências não só politicas, mas também econômicas. Ao buscar uma nova aproximação com o país sul-americano, a atitude do Primeiro Ministro do Reino Unido pode ser enquadrada dentro da perspectiva liberal, que diferentemente do realismo clássico, afirma de que as relações internacionais podem ser cooperativas em vez de conflituosas.
    Outro ponto a se analisar na notícia é a intenção do Reino Unido em firmar acordos econômicos com o Mercosul. Embora a noticia seja anterior a votação em que a população do Reino Unido em sair da União Europeia, ela se faz presente, pois – mais que nunca – o Reino Unido buscará acordos econômicos favoráveis e uma politica de relações internacionais que busque retirá-lo do iminente isolamento na comunidade europeia.

Comente esta notícia!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s