Brasil e Paraguai planejam exercícios militares na fronteira


Publicado originalmente em: 04/04/2016

army

Os governos brasileiro e paraguaio passarão a se reunir periodicamente com o objetivo de ampliar a cooperação bilateral em defesa e segurança. Os encontros serão para discutir operações militares e exercícios simultâneos ou conjuntos na fronteira.

Os dois países também poderão cooperar mutuamente no sentido de compartilhar informações, capacitar e desenvolver iniciativas conjuntas no controle do espaço aéreo. A decisão foi tomada durante reunião entre os ministros brasileiros e paraguaios das Relações Exteriores e da Defesa, realizada nesta segunda-feira (4).

Os países emitiram uma declaração conjunta, segundo qual os ministros concordaram em promover reuniões periódicas de cunho mais técnico na área de defesa. O encontro reuniu em Assunção, capital do Paraguai, os chanceleres Mauro Vieira e Eladio Loizaga, bem como os ministros da Defesa Aldo Rebelo e Diógenes Martínez.

Durante a reunião também foi assinada uma nota de prorrogação para mais cinco anos do Acordo de Cooperação Militar entre o Governo do Paraguai e do Brasil. O encontro marcou a inauguração do Mecanismo 2+2 de Consultas Políticas e Avaliação Estratégica entre os ministérios da Defesa e das Relações Exteriores do Brasil e do Paraguai, informou Agência Brasil.

Fonte: Sputnik

Uma resposta em “Brasil e Paraguai planejam exercícios militares na fronteira

  1. Desde o inicio do MERCOSUL, os países latino americanos anseiam pela criação de um bloco comum. No campo econômico a Mercosul patinou durante a década de 90 com o governo de Fernando Henrique Cardoso, com uma retomada na década passada com o presidente lula. No aspecto militar a unasul agora se encontra no mesmo paradigma, pois os países latinos americanos estão com agendas politicas, econômicas e militares em planos distintos. O Brasil anseia por um posicionamento de liderança local, oque não agrada a argentina, já a Venezuela busca por mais integração na América latina, mas retorna a antiga rivalidade com a Colômbia e equador. Nesse emaranhado de posicionamentos antagônicos cabe ao Brasil relacionar bilateralmente com os países da região. Pois a mais de um século o país goza de influencia e bons relacionamentos com os vizinhos, sem histórico de guerras e disputas fronteiriças.

Comente esta notícia!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s