Cepal demonstra preocupação com estabilidade democrática no Brasil


QUI, 24/03/2016 – 07:46

Da Rede Brasil Atual

Secretária-executiva da entidade encaminha mensagem a Dilma. E lamenta que, sem provas e com uma ofensiva midiática, se tente “interromper o mandato que os cidadãos entregaram nas urnas”

A Comissão Econômica para a América Latina e o Caribe (Cepal) encaminhou hoje (22) mensagem à presidenta Dilma Rousseff, manifestando preocupação com os “acontecimentos políticos e judiciais que convulsionaram o Brasil nas últimas semanas” e reconhecendo os avanços sociais e políticos que o país conseguiu na última década. “Nos alarma ver a estabilidade democrática de sua pátria ameaçada”, escreveu a secretária-executiva da entidade, Alicia Bárbena, destacando a vigência do Estado democrático de direito.

“A soberania popular, fonte única de legitimidade na democracia, entregou antes a Lula e depois a você, Presidenta Rousseff, um mandato constitucional que se traduz em governos comprometidos com a justiça e a igualdade”, diz a mensagem, acrescentando que nunca na história do país tantas pessoas saíram da situação de fome, pobreza e desigualdade. Ainda segundo a Cepal, é significativo o fato de que os recentes governos brasileiros “reforçaram a nova arquitetura de integração de nossa região, da Unasul (União das Nações Sul-Americanas) à Celac (Comunidade de Estados Latino-Americanos e Caribenhos)”.

A Cepal diz reconhecer o esforço do Judiciário para “perseguir e punir a cultura de práticas corruptas que historicamente são a parte mais obscura do vínculo entre os interesses privados e as instituições do Estado”. Mas acrescenta que a presidenta vem “apoiando permanentemente essa tarefa, com a valentia e honradez que é a marca de sua biografia, apoiando a criação de uma nova legislação mais exigente e de instituições investigativas mais fortes”.

Por essa razão, a entidade se diz chocada com o fato de que, sem que haja provas, servindo-se de vazamentos e uma “ofensiva midiática” que condena de antemão, “se tente demolir sua imagem e seu legado, ao mesmo tempo em que se multiplicam os esforços por menosprezar a autoridade presidencial e interromper o mandato que os cidadãos entregaram nas urnas”.

Para a entidade, os acontecimentos no Brasil mostram para a América Latina “os riscos e dificuldades a que nossa democracia ainda está exposta”.

Fonte: GGN

Esse post foi publicado em Relações Internacionais e marcado , , , , por Luiz Albuquerque. Guardar link permanente.

Sobre Luiz Albuquerque

O Núcleo de Estudos sobre Cooperação e Conflitos Internacionais (NECCINT) da Universidade Federal de Ouro Preto em parceria com as Faculdades Milton Campos, sob a coordenação do professor Luiz Albuquerque, criou o Observatório de Relações Internacionais para servir como banco de dados e plataforma de pesquisas sobre relações internacionais e direito internacional . O site alimenta nosso trabalho de análise de conjunturas, instrumentaliza nossas pesquisas acadêmicas e disponibiliza material para capacitação profissional. Mas, além de nos servir como ferramenta de trabalho, este site também contribui para a democratização da informação e a promoção do debate acadêmico via internet.

10 respostas em “Cepal demonstra preocupação com estabilidade democrática no Brasil

  1. Fico chocada e revoltada quando leio uma reportagem assim.
    É um absurdo dizerem que a presidente Dilma está sendo vitima de um golpe com tantas provas que a incriminam, com uma campanha financiada com dinheiro saqueado dos bancos públicos e para completar, nomeando sujeito investigado a ministro para escapar da justiça e das investigações de Sérgio Moro. O Governo de Dilma trata o povo como idiota! E aí vem uma organização e me diz chocada com o fato de que, sem que haja provas o povo tenta demolir a imagem e o legado da Presidente? Uma organização que se diz sentir violentada com julgamentos sem prova???? Que se preocupa com a estabilidade da democracia? Me poupe!
    O que estamos vivendo nesse momento é a mais pura demonstração de democracia! O povo elege, mas também tem o direito de ir às ruas, protestar e pedir SIM o impeachment da Presidente quando o governo se mostra corrupto. Os petistas dividem o país em benefício próprio há muito tempo e a cada dia que passa isso fica mais provado! Portanto, quem é Cepal? O povo não vai sossegar até que estes políticos corruptos paguem pelos seus crimes!
    Um país depende muito que as pessoas acreditem no futuro dele e lutem por isso! A história já esta sendo construída independente do resultado final, que espero eu, virá a ser justa, trazendo de volta um Brasil que possamos ter orgulho e um representante que seja digno de nos representar.

  2. É estarrecedor ver entidades como a Comissão Econômica para a América Latina e o Caribe (CEPAL), representada pela sua secretária-executiva da entidade, Alicia Bárbena, dizer preocupados com a democracia afetada no Brasil. O país hoje deflagra operações que tem por objetivo por fim na costumeira pratica de corrupção por políticos e empresários de alto escalão e de variados partidos. O partido dos trabalhadores (PT), com muitos seguidores e também odiado por muitos, é uma das bases partidárias mais citadas. Inclusive com o seu “chefe maior”, o ex-presidente Luis Inácio Lula da Silva, sendo investigado.
    É evidente a crise que assola o governo, o país em si. Brasília perdeu credibilidade frente aos demais países do globo, não há confiança para se investir no Brasil. O PIB retrocede e previsão do Banco Central é que o Brasil volte a crescer apenas em 2021. Sim, o mesmo país que outrora em 2007 era visto com um potencial enorme e elogiado ao redor do mundo. Aconteceu algo de muito errado, tão errado que o Brasil teve sua principal empresa estatal (PETROBRÁS), uma das mais valiosas do mundo, virando piada.
    Com esse cenário se desenrolando, alguma coisa deveria ser feita, não há democracia atingida da forma que os petitas querem mostrar. O povo precisa sair do caos e ter o alento da verdade e da Justiça. Isso é a máquina que move um país sério, o Brasil precisa de toda esse impacto que fortalecerá a vindoura classe política, de que não estão impunes ao poder da Justiça e que não se faz de palhaço o povo brasileiro.
    E com o turbilhão de protestos que ocorreram no território nacional, há ânsia popular por um cenário diferente do atual, quer um país prosperando com uma política séria. Política reflete numa economia prospera, já que o Brasil é um país de enorme potencial, mas não é bem cuidado. A Comissão Econômica para a América Latina e o Caribe (Cepal) deveria se preocupar com tal quesito antes de defender um governo que se diz vítima de qualquer ação que venha a ser prejudicial para seus interesses.

  3. Considero equivocada a posição da CEPAL em alguns pontos:

    1. A Comissão Econômica para a América Latina e o Caribe (Cepal) encaminhou dia 22 de março uma mensagem à presidenta Dilma Rousseff, manifestando preocupação com os “acontecimentos políticos e judiciais que convulsionaram o Brasil nas últimas semanas” e reconhecendo os avanços sociais e políticos que o país conseguiu na última década. Para a entidade, os acontecimentos no Brasil mostram para a América Latina “os riscos e dificuldades a que nossa democracia ainda está exposta”. Vivemos uma democracia nova, ainda estamos a desenvolve-la e considero tais acontecimentos que enfrenta o Estado Brasileiro benéfico no que tange a desenvolvimento e amadurecimento da Democracia.

    2. A Cepal diz reconhecer o esforço do Judiciário para “perseguir e punir a cultura de práticas corruptas que historicamente são a parte mais obscura do vínculo entre os interesses privados e as instituições do Estado”. Mas acrescenta que a presidenta vem “apoiando permanentemente essa tarefa, com a valentia e honradez que é a marca de sua biografia, apoiando a criação de uma nova legislação mais exigente e de instituições investigativas mais fortes”.
    Por essa razão, a entidade se diz chocada com o fato de que, sem que haja provas, servindo-se de vazamentos e uma “ofensiva midiática” que condena de antemão, “se tente demolir sua imagem e seu legado, ao mesmo tempo em que se multiplicam os esforços por menosprezar a autoridade presidencial e interromper o mandato que os cidadãos entregaram nas urnas”.
    É devido considerar que o mandado do Ex Presidente Luis Inácio Lula da Silva e da atual Dilma Rousseff são legítimos. Contundo dizer que os mesmo estão sendo perseguidos não está correto, como a própria CEPAL reconhece o Judiciário vem se esforçando ao longo dos anos para punir a pratica corrupta que mancha nosso pais em diversos aspectos, e não é porque a Presidente apoia essa tarefa que não possa ser investigada, não estamos tratando de um caráter subjetivo como honra, moral entre outros o aspecto a ser analisado é muito objetivo, estamos falando de responsabilidade em relação as financias publicas (Lei Complementar 101/2000) a qual o Judiciário atua sem nenhuma intervenção da mídia ou influência de terceiros.

  4. Causa-me certa indignação saber como a Comissão Econômica para a América Latina e o Caribe (CEPAL) manifesta preocupação com os acontecimentos políticos e judiciais que convulsionaram o Brasil nas últimas semanas. A secretária-executiva da entidade lamenta que, sem provas se tente interromper o mandato que os cidadãos entregaram nas urnas. Os argumentos usados pela secretária-executiva foram que durante o governo do PT (Partido dos Trabalhadores) várias pessoas saíram da situação de fome, pobreza e miséria, deixando inferir que a população haveria se esquecido do benefícios trazidos pelo atual governo e ressaltando – vinculado a mídia – a parte negativa. Alicia ainda comentou que a tentativa de um suposto golpe estaria ocorrendo sem provas, o que é um engano, pois as operações feitas pelo Judiciário tentam diminuir a corrupção que se tornou algo comum entre políticos e empresários de alto escalão, corrupções essas já investigadas e comprovadas. Em resumo, para a entidade, o que está ocorrendo no Brasil é um risco à Democracia, já que estão tentando “anular” o voto popular que elegeu a representante por meio direto, dando o “golpe” político. Para finalizar, acredito que o processo de “Impeachment” não deve ser classificado como um golpe, pois está previsto na legislação brasileira.

  5. Tem sido o momento de os brasileiros respeitando a pluralidade de visões que é a base de qualquer democracia mostrarem a sua capacidade de reunir esforços para a solução de questões complexas e para a retomada do rumo ao crescimento, preservando as conquistas relacionadas aos processos democrático vigente, preservar a base como o combate à desigualdade de oportunidades este que é o maior salto das últimas décadas. O que fere a estabilidade do regime democrático no país é a prevalência da corrupção, isto tem levado à descrença nas instituições e a permanência no poder de políticos que compram votos e enriquecem a olhos vistos, são perdoados pela Justiça em nome da segurança jurídica ou de qualquer outro dispositivo utilizado como meio para protelar o devido processo legal.

  6. Causa-me frustração e desapontamento o posicionamento adotado pela entidade Cepal (Comissão Econômica para a América Latina e o Caribe). Sua posição é inoportuna e inconveniente na situação atual do país, ao encaminhar uma carta à presidente Dilma alegando estar chocada com os riscos expostos à democracia, e com o fato de que, sem que haja provas, servindo-se de vazamentos e uma “ofensiva midiática” que condena de antemão, “se tente demolir sua imagem e seu legado, ao mesmo tempo em que se multiplicam os esforços por menosprezar a autoridade presidencial e interromper o mandato que os cidadãos entregaram nas urnas”. Atualmente vivemos um momento caótico na politica brasileira, com escândalos de corrupção envolvendo grandes autoridades públicas, principalmente à presidente Dilma Roussef e seu braço direito, ex-presidente Lula. Tanto o poder judiciário, aos divulgar conversas telefônicas, quanto a mídia estão apenas realizando seu papel e função de divulgar a verdade à população, pois os governados precisam saber o que realmente fazem os governantes. Os fatos, sendo lamentáveis segundo a Cepal, são na verdade fatos constitucionais e democráticos pois à população tem direito e deve protestar nas ruas diante de seu insatisfatório governo!

  7. Nosso país, o Brasil, é um país democrático, isso é, um sistema político em que os cidadãos possuem soberania em escolher e eleger seus dirigentes. O PT está a pouco mais de 12 anos no governo, com uma política voltada para o crescimento social, visando inserir as populações mais pobres nos mesmos cenários que aqueles que possuem maior poder econômico. As pessoas passaram a ter maior poder de compra, se inseriram em atividades que influenciam a educação, como os programas do fies, prouni, as instituições públicas, entre outros.
    Por muito tempo, foi um governo que tornou nosso país mais prospero, com um crescimento econômico-social inquestionável. Porém nos últimos tempos, o governo se envolveu em um escândalo, que a mídia está narrando, divulgando dados, fatos e documentos que comprovam uma grande corrupção por parte dos governantes eleitos. Essa realidade causou tamanho desconforto e insatisfação da população que fez surgir então a ideia do Impeachment, que pode interferir de forma negativa na democracia, como afiirma a Cepal. No entanto é apenas mais uma vez o exercício da soberania do povo, de desejo de retirada de um governo que não está exercendo as atividades para as quais foi eleito, ao invés, está se direcionando a um sistema corrupto que afeta os direitos dos indivíduos.

  8. É lamentável ler este comentário. Realmente os Brasileiros tiveram uma época onde a facilidade de crédito foi alto, os brasileiros tiveram seus momentos de “glória”, como menciona o texto: “diz a mensagem, acrescentando que nunca na história do país tantas pessoas saíram da situação de fome, pobreza e desigualdade.” e agora? As mesmas pessoas que saíram da situação de pobreza, hoje estão desempregadas, com dívidas absurdas, com uma inflação gigantesca. Daí pergunto: o que adiantou tudo isto, se os projetos não são sustentáveis, tiram dinheiro de onde para financiar tudo isto?. Uma hora iríamos ” colher os frutos” de tanta irresponsabilidade, o famoso ditado, ” descobrir um santo para cobrir outro, numa bola de neve que uma hora ia cair. Pois bem aí chegou, e agora vem me dizer em golpe. Golpe e o que está acontecendo e aconteceu. Roubar bilhões de uma estatal e para mascarar fizeram investimentos bilionários para disfarçar as diversas manobras. É tanta irresponsabilidade, isto é ludibriar, deu o doce, as pessoas se lambuzaram e agora não tem doce mais, e as pessoas não sabem viver sem este ” doce”. Isto é lamentável.

  9. Esta reportagem nos mostra como é importante para o crescimento do país, quando este é pautado por uma política internacional séria.
    Outros países, no caso em tela, os da América Latina e Caribe, estão se preocupando com o caminho que está trilhando nossa nação, que foi preparada para ser um estado democrático de direito e vem se demostrando um retrocesso quanto a forma de se conduzir uma situação tão grave e frágil que é a política, onde representantes do provo e responsáveis por manterem a ordem e a lei, tem agido com imoralidade , deixando de lado legalidade.
    A Comissão Econômica para a América Latina e Caribe ( Cepal), preocupada com a estabilidade democrática no Brasil que está sendo ameaçada, manifestou seu descontentamento com os últimos acontecimentos políticos, judiciais e sociais que nas últimas semanas que deixou muita gente perplexa, sendo notícias em vários países do mundo. A Cepal reconhece que tarefa do judiciário em punir a cultura da prática de corrupção é uma das mais obscura do vínculo entre interesses privados e instituições do Estado. Acrescenta que a presidenta vem apoiando permanentemente esta tarefa com valentia e honradez, apoiando ainda a criação de leis e instituições investigativas mais fortes.
    A entidade se diz chocada como tem se conduzido certas investigações e processos, sem provas, servindo-se de vazamentos e ofensas mediáticas, onde tentam demolir a imagem da presidenta, menosprezando sua autoridade presidencial e após, interromper o mandato que os cidadãos entregaram nas urnas.
    Assim, entendo que através desta reportagem, a entidade tenta mostrar para América Latina, que a nossa democracia está sofrendo um sério risco e que a politica internacional é meio pelo qual os países possam se integralizar melhor , apoiando-se reciprocamente, não apenas pela economia, mas pelo bem comum de todo um povo, onde o seu representante possa agir de forma legitima e moral.

  10. A CEPAL – Comissão Econômica para a América Latina e Caribe, deve estar vendo notícias de qualquer outra parte do mundo e não do Brasil, ao dizer para a Presidente Dilma que está chocada com o fato de sem provas estar-se condenando e demolindo a imagem de um legado.
    Qual legado seria esse? Um país arruinado, que não está oferecendo o mínimo de dignidade ao seu cidadão ao permitir que eles sejam tratados em hospitais públicos sem médicos, sem remédios e equipamentos pois as verbas foram “desviadas”? Um país onde as pessoas morrem nas filas dos hospitais? Um pais onde crianças tem salas de aula quebradas, sem merenda porque ali também as verbas foram “desviadas” e sem professores? ou ainda um pais onde cidadãos de bem morrem nas esquinas por falta de segurança pública que deveria ser obrigatória?
    Um país onde não se respeita o cidadão como ser humano nem como um ser minimamente inteligente, onde se manipula situações, onde existe corrupção em absolutamente todos os setores do governo?
    Um país onde o desemprego cresce a galope?
    Obrigado, abro mão desse legado maldito.
    Sem provas? A corrupção está fartamente comprovada e as provas dessa corrupção, da manipulação e da responsabilidade estão aí e só não vê quem realmente não quer.
    A incompetencia e o abuso também estão aí para qualquer um ver.
    Chocado estou eu ao ver um órgão internacional emitir juízo sobre uma situação tão delicada sem nenhum conhecimento.

Comente esta notícia!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s