Andreu de Carvalho, Brasil


 

Aos 17 anos de idade, Andreu foi torturado por agentes do sistema socioeducativo no Rio de Janeiro e não resistiu aos ferimentos – que incluíam traumatismo craniano e diversas perfurações pelo corpo. Era o 1º dia de janeiro de 2008. Até hoje seu caso não foi a julgamento.

Os agentes envolvidos foram afastados de suas funções por algumas semanas e logo voltaram a exercer suas atividades. Alguns dos agentes responsáveis pela morte de Andreu continuam trabalhando com adolescentes no sistema socioeducativo.

Deize, mãe de Andreu, luta por justiça e quer mudar a cultura de violência no sistema socioeducativo, para que outros adolescentes não passem pelo o que seu filho passou. Pressione o Governador do estado do Rio de Janeiro por justiça e reparação assinando a petição por justiça na endereço: https://anistia.org.br/entre-em-acao/peticao/andreu-de-carvalho-brasil/

Fonte: Anistia Internacional.

Uma resposta em “Andreu de Carvalho, Brasil

  1. O Estatuto da Criança e do Adolescente é alvo de várias críticas na sociedade, notadamente por aqueles que desconhecem os desideratos deste Estatuto e os motivos pelos quais ele foi instituído. Insta salientar que o objetivo do ECA é a proteção dos menores de 18 anos, proporcionando a eles um desenvolvimento físico, mental, moral e social condizente com os princípios da liberdade e da dignidade, preparando-os para vida em sociedade.
    Feita essa breve consideração, é imperioso ressaltar que o índice de violência nos presídios é extremamente maior do que aquele verificado nas Fundações Casas. Assim, conforme veiculado na notícia em epígrafe se há ocorrência de homicídios e torturas nesses ambientes, imagina se o menor fosse colocado nos presídios convencionais. Por mais forçosa que possa parecer a retromencionada correlação, os dados levantados pelo Ministério da Justiça restam evidenciado tal fato.
    Diante do exposto, a notícia em tela é um alerta para o Brasil, país signatário de vários tratados relativos à proteção da Criança e Adolescente e Direito Humanos não pode compactuar com esse fato.

Comente esta notícia!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s