Hacia el cierre de Guantánamo


guantanamo-540x304

En el centro de detención de Estados Unidos en Guantánamo se produjeron las siguientes violaciones a los Derechos Humanos:

· Detención indefinida
· Tortura y otros tratos crueles, inhumanos y degradantes
· Falta de acceso o acceso limitado a protección judicial
· Comisiones militares, sin debido proceso
· Falta de defensa adecuada
· Régimen discriminatorio

El 10 de diciembre la Comisión Interamericana de Derechos Humanos tendrá una mesa redonda sobre el informe “Hacia el cierre de Guantánamo”,en la cual se instará una vez más a Estados Unidos a cerrar este centro de detención. La actividad contará con transmisión en vivo a través de la página web www.cidh.org y puedes leer más sobre el  informe en: Hacia el cierre de Guantanamo.

Fonte: CIDH 

2 respostas em “Hacia el cierre de Guantánamo

  1. É impressionante como indignação da comunidade internacional é seletiva quando se trata de direitos humanos. Aquele que se denomina “defensor dos direitos humanos” é um dos seus maiores perpetradores. A comunidade internacional, que acusa abertamente os países da África e do Oriente Médio de violarem os direitos humanos, impondo-os sanções e até mesmo invadindo-os, nada fez até agora nada contra as atrocidades promovidas pelos EUA em Guantánamo.
    Os DH são indissociáveis, irrenunciáveis e interdependentes, portanto não há como promover os direitos humanos de um lado e violá-los de outro, sob a justificativa de estar combatendo o terrorismo.

  2. O informe “Hacia el Cierre de Guantanamo”, publicado em agosto deste ano, pela Comissão Interamericana de Direitos Humanos chama mais uma vez, atenção para a urgência de encerrar as atividades do complexo de segurança máxima estadunidense construído em território cubano. A prisão conhecida por flagrantes violações aos direitos humanos de seus detentos, limitando-lhes ou subtraindo-lhes totalmente seu direito de defesa e a um julgamento justo, mantendo detenções indefinidas e utilizando-se de tortura e maus tratos, funciona desde com o objetivo de deter suspeitos de terrorismo. O que é mais preocupante no caso de Guantánamo, é que a maior parte de seus detentos são apenas suspeitos de terrorismo presos pelo simples fato de serem muçulmanos, sem terem tido qualquer condenação oriunda de devido processo criminal transitado em julgado mediante adequada defesa. Em 2011 o presidente estadunidense Barack Obama prometeu fechar o centro de detenção mas nada foi feito até o momento. Enquanto isso, aproximadamente 800 detentos permanecem encarcerados na prisão tendo os seus direitos fundamentais violados diuturnamente.

Comente esta notícia!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s