ONU: Transformando os Objetivos do Milênio rumo a 2030


Esse post foi publicado em Relações Internacionais e marcado , , , , por Luiz Albuquerque. Guardar link permanente.

Sobre Luiz Albuquerque

O Núcleo de Estudos sobre Cooperação e Conflitos Internacionais (NECCINT) da Universidade Federal de Ouro Preto em parceria com as Faculdades Milton Campos, sob a coordenação do professor Luiz Albuquerque, criou o Observatório de Relações Internacionais para servir como banco de dados e plataforma de pesquisas sobre relações internacionais e direito internacional . O site alimenta nosso trabalho de análise de conjunturas, instrumentaliza nossas pesquisas acadêmicas e disponibiliza material para capacitação profissional. Mas, além de nos servir como ferramenta de trabalho, este site também contribui para a democratização da informação e a promoção do debate acadêmico via internet.

54 respostas em “ONU: Transformando os Objetivos do Milênio rumo a 2030

  1. Um dos objetivos do milênio é o estabelecimento de novas metas globais, visando acabar com a pobreza e uma melhoria na vida dos mais vulneráveis. Isso seria um progresso.
    Desde 1990, 700 milhões de pessoas a menos vivem na realidade da pobreza extrema, o que já é um grande avanço diante de diversas dificuldades enfrentadas mundialmente, como a pobreza, a questão da fome. Houve um avanço notório também na educação primária, onde aumentaram o fluxo de inscritos para essa, sendo que a educação é uma garantia fundamental que deve ser disponibilizada a todo e qualquer indivíduo.
    Há a possibilidade de desenvolver os objetivos do milênio, como por exemplo, aumentar a possibilidade de adotar novos objetivos de desenvolvimento sustentável, começando a agir desde agora, visando futuramente maiores resultados gratificantes como os apresentados no vídeo acima referente ao acesso a água potável, redução de infectados de HIV, tendo como resultado, um mundo melhor.
    2015 é o ano da ação global, com ambiciosos objetivos referentes a projetos econômicos, sociais, dentre vários outros, tendo como principal objetivo acabar com as formas de pobreza.
    Há a esperança de que esses objetivos sejam concluídos até o ano de 2030, superando as expectativas e conseguindo atingir o maior número de beneficiários através dessa ação global.

  2. Ao assistir este vídeo o coração se enche de esperança e amor pelo próximo, saber que há 15 anos existem pessoas lutando e se dedicando por aqueles mais vulneráveis, buscando incansáveis maneiras de se unir em prol do bem comum, tendo a única ambição de sonhar cada vez mais alto, acreditando que é possível um mundo melhor para todos. Existe um sentimento de fé numa ação global que não busca se vangloriar dos projetos, mas provar que é possível fazer alguma coisa e chama a atenção de todos para se engajarem nesse desenvolvimento sustentável de forma una. Com o objetivo de alcançar as metas traçadas para o ano de 2030 (ano esse que a ONU visa transformar o mundo inteiro). Atingindo pessoas de todos os países, sem distinção de cor, raça, religião, política, poder aquisitivo ou qualquer diferença social.
    A unidade é chave para alcançar o sucesso nesse projeto, pois a diferença está entre aquele que toma a atitude de mudança e aquele que apenas espera a mudança acontecer. A hora é agora! Movimente-se! Participe! Se envolva! Em 2030 haverá muito mais para se comemorar do que as simples datas comerciais do nosso calendário.

  3. Diante da multiplicidade de problemas que assolam as nações, propostas são desenvolvidas pela Organização das Nações unida (ONU) , a fim de solucionar por completo as dificuldades que são as barreiras do desenvolvimento pleno e de vida digna dos diversos povos. Percebe-se que através da cooperação e da interação, gradativamente, são obtidos resultados satisfatórios. Apesar do grande feito, ainda há muito o que se fazer para que o mundo se torne integrado e solucione as suas desigualdades. Por meio da colaboração de Estados, Organizações Internacionais e civis, é possível que as forças sejam potencializadas e que não seja um ônus que sobrecarregue uns em detrimento de outros. Pois há uma sociedade internacional que, apesar de suas diferenças culturais, sociais, políticas e diversas outras, é interligada e possui deveres de solução das mazelas e que deve lutar contra as doenças, a dificuldade de acesso a educação, a fome, o desemprego, a falta de moradia, entre outros que destroem a consciência de humanidade.

  4. A Organização das Nações Unidas vem, desde sua fundação em 1945, procurado romper com as barreiras da miséria e da fome por todo o mundo através de imensas ações sociais. A ONU é organização internacional formada por países que se reuniram voluntariamente para trabalhar pela paz e o desenvolvimento mundiais.
    Muitas melhorias foram conquistadas até os dias de hoje. Desde 1990, 700 milhões de pessoas a menos vivem na realidade da pobreza extrema e o acesso ao ensino cresceu consideravelmente, assim como o acesso à água potável. A Organização promove meios para relacionamento pacífico entre entes de Direito Internacional e, contando com a ajuda de seus participantes, tenta aproximar as nações de um estado de bem comum, sem privar qualquer indivíduo.
    Ainda há, porém, um árduo trabalho a ser feito em prol da qualidade de vida das pessoas que vivem miseravelmente, sem qualquer apoio que garanta sua dignidade, direito à vida, à educação, saneamento básico e mais inúmeros direitos fundamentais que, em algumas nações, sequer são reconhecidos.
    Almejando alcançar as metas traçadas para o ano de 2030, a “chave” garantidora do sucesso das operações é a unidade entre os países e a ajuda mútua. Juntos, podemos muito.

  5. ONU é a sigla para Organização das Nações Unidas, que é uma organização internacional com o objetivo de facilitar a cooperação em termos de direito e segurança internacional, desenvolvimento econômico, progresso social, direitos humanos e da paz mundial.

    Desde 1990, foram estabelecidas metas globais contra a pobreza. Desde então 700 milhões de pessoas a menos vivem no estado de pobreza extrema, regiões em desenvolvimento alcançaram 91% de matriculas na educação primária. 2,6 bilhões de pessoas tiveram acesso e aprimoraram os recursos de água potável. O numero de novos infectados pelo HIV caíram 40%. Mas muito ainda deve ser feito. 2015 é o ano da ação global, os objetivos de desenvolvimento do milênio são muitos, dentre eles o desenvolvimento sustentável para acabar com todas as formas de pobreza mapeando um futuro digno para todas as pessoas independentemente de seu país de origem. Essas são metas de transformação do mundo até 2030, pois a união faz a força para construir um futuro brilhante.

    Site utilizado para consulta: http://nacoesunidas.org/conheca/

  6. A Declaração do Milênio das Nações Unidas é um documento histórico para o novo século. realizada no dia 8 de Setembro de 2000, em Nova Iorque , adotada pelos 191 estados membros que firmaram um compromisso para combater a extrema pobreza e outros males da sociedade.Criada em um esforço para sintetizar acordos internacionais alcançados em várias cúpulas mundiais ao longo dos anos 90 (sobre meio ambiente e desenvolvimento, direitos das mulheres, desenvolvimento social, racismo, etc.), a Declaração traz uma série de compromissos concretos que, se cumpridos nos prazos fixados, segundo os indicadores quantitativos que os acompanham, deverão melhorar o destino da humanidade neste século.Este programa da ONU para o desenvolvimento visa 8 objetivos : acabar com a fome, atingir o ensino básico universal,igualdade entre sexos e autonomia das mulheres,reduzir a mortalidade na infância,melhorar a saúde materna,combater a HIV, a malária e outras doenças,garantir a sustentabilidade ambiental e estabelecer uma parceria mundial para o desenvolvimento. As mudanças devido essa Declarção são significativas ; desde 1990, 700 milhões de pessoas a menos vivem na realidade da pobreza extrema, o que já é um grande avanço diante de diversas dificuldades enfrentadas mundialmente, como a pobreza, a questão da fome. Houve um avanço notório também na educação primária, onde aumentaram o fluxo de inscritos para essa, sendo que a educação é uma garantia fundamental que deve ser disponibilizada a todo e qualquer indivíduo. Nós não podemos afirmar que em 2030 todos estes objetivos serão cumpridos . Os objetivos fixados são altamente difíceis com base na situação atual do mundo em relação à pobreza, fome, meio ambiente e etc., mas não podemos continuar na inércia e este trabalho feito pela ONU nos mostra claramente que a minima diferença pode ajudar milhares de países e pessoas que precisam.Portanto há esperança que em 2030 o mundo alcance esses objetivos ou uma boa parte deles,superando expectativas e fornecendo à todos um mundo melhor.

  7. A Organização das Nações Unidas, também denominada ONU, é uma organização internacional criada em 24 de outubro de 1945 que vincula, atualmente, 193 países, sendo o Brasil um de seus 51 fundadores. Para o bom funcionamento deste modelo organizativo, a comunicação de seus membros se dá por seis idiomas oficiais (inglês, francês, espanhol, árabe, chinês e russo). A união de todos estes países se dá pelo objetivo em comum existente entre eles: a busca pela paz e o desenvolvimento mundial. A participação de todos os membros é voluntária, sendo importante salientar que, para ser manter um participante deve-se aceitar e estar apto a seguir os compromissos presentes na Carta da ONU. O não cumprimento destas obrigações pode acarretar na suspensão do país, isto é, a expulsão acontece por ação do Conselho de Segurança sempre que houver a violação de preceitos seguidos pela instituição.
    O vídeo em questão, trata do “Objetivo de Desenvolvimento Sustentável” (ODS) que terá sua agenda iniciada em setembro de 2015 na Cúpula de Desenvolvimento Sustentável. Esta reunião terá como objetivo a propositura das contribuições dos Estados-membros. A agenda referente aos Objetivos de Desenvolvimento do Milênio (ODM) iniciada em 2000, tinha foco no combate à pobreza e a fome. O Brasil se mostrou envolvido em cumprir com suas obrigações: o governo Federal aderiu a causa e estipulou programas como a Fome Zero, Bolsa Família e a Bolsa Escola. Esta nova agenda, que tem como prazo 2030, se mostra mais ambiciosa, já que desta vez se trata de 17 objetivos, isto é, abrangem maior número de temas que se referem às problemáticas atuais vistas como mais importantes. Nos resta, como cidadãos, esperar que o governo continue assíduo nesta participação e, consequentemente, o país prospere em todos os requisitos tratados na organização ao longo dos próximos 15 anos.

  8. Na época a criação da ONU , ela tinha como objetivo principal : Garantir Paz e Segurança a todos . Em Setembro de 2000, a Organização das Nações Unidas (ONU) reuniu-se na sua sede em Nova Iorque, para formar a Cúpula do Milénio, a maior reunião de chefes de Estado e de Governo da História. Esta cúpula teve como principal objetivo discutir e estabelecer metas para que os Estados-membros da ONU enfrentassem os diversos problemas mundiais. Naquele dia , 189 países, incluindo Portugal, assumiram o compromisso de executar uma agenda global para promoção da paz, dos direitos humanos e do desenvolvimento, resultando na Declaração do Milénio, cujo os objetivos eram um conjunto de metas pactuadas pelos governos com a finalidade de tornar o mundo um lugar mais justo, solidário e melhor para se viver. A ONU estabeleceu 8 objetivos principais para o Milénio, que eram : Acabar com a fome e miséria ; Educação básica e de qualidade para todos ; Igualdade entre sexos e valorização da mulher ; Reduzir a mortalidade infantil ; Melhorar a saúde das gestantes ; Combater a aids , a malária e outras doenças ; Qualidade de vida e respeito ao meio ambiente ; Todo mundo trabalhando pelo desenvolvimento .Dentro de poucos dias, as nações do mundo vão se juntar em Nova York para adotar as metas de desenvolvimento sustentável. Mais um momento sem precedentes na história. E em Dezembro de 2015, o mundo vai se reunir em Paris para discutir o assunto urgente das mudanças climáticas. Então podemos dizer que 2015 é o ano em que novas metas serão traçadas para o desenvolvimento de politicas de cooperação entre países. Esses novos objetivos irão substituir as metas de desenvolvimento do milênio. Não podemos ignorar a grande importância que projetos voltados à sustentabilidade, pois é urgente a necessidade de lutarmos contra ações que ameaçam a natureza e seu ecossistema, como forma de garantirmos a existência de água pura, solos férteis e de plantas e animais de qualquer espécime. Através de hábitos simples, é possível usarmos os recursos naturais de forma inteligente. Alguns métodos utilizados hoje promovem a exploração controlada de recursos florestais e do replantio das árvores derrubadas, criação de Zonas de Proteção Ambiental etc. O uso de energia limpa e renovável (como eólica, solar, geotérmica e hidráulica) também é importante, já que evita o consumo excessivo de combustíveis fósseis e diminui a emissão de gás carbônico (CO2) na atmosfera, contribuindo para o aquecimento do planeta através do fenômeno conhecido como efeito estufa. A reciclagem, método cada vez mais buscado por empresas privadas, objetiva a separação do lixo por material de fabricação e reutilizá-los. Dessa forma, reaproveita-se um material específico (como o papel), reduz-se a quantidade de lixos jogados no solo e também da retirada de recursos minerais. Hábitos como o uso de um único copo descartável por indivíduo, por exemplo, evita custos para empresa e evita lixo em excesso. Como vemos, precisamos de politicas que buscam conscientizar a população mundial quanto ao consumo e desperdício de nossos recursos naturais como forma de garantir a sustentabilidade de nosso planeta.

  9. A ONU foi criada logo após a segunda guerra mundial, e dentre o seus objetivos estava o de melhorar em certo ponto a humanidade e evitar possiveis novos confrontos entre as grandes potencias. Com o passar dos anos muitos programas que buscam a conscietizaçao das pessoas vem sendo criados, e obtidos grandes resultados, pois atualmente alem dos riscos de guerras, onde a ONU intervem, existem outros problemas, como o disperdicio de agua, a dispersao do virus HIV, e o numero de pessoas que ainda morrem por inanição ao redor do mundo, e reduzir o numero de miseraveis ao redor do mundo de forma gratuita.Esses programas vem conseguindo resultados fascinantes, principalemente no que se refere ao numero de pessoas infectadas com o HIV, e quanto ao numero de pessoas que vivem na miseria. É bom saber que resultados vem sendo alcançados, porem temos que ter em mente que ainda há muito a se fazer. Que a ONU continue cumprido seus propositos com excelencia, e que a população ao redor do mundo possa ajudar a contribuir para uma melhoria da humanidade

  10. Criada em 24 de Outubro de 1945, a Organização das Nações Unidas ( ONU ), vincula 193 países. Diversos programas vêm sendo desenvolvidos buscando o desenvolvimento e a paz. Os números são incríveis: Desde 1990, 700 milhões de pessoas a menos vivem na pobreza extrema, mais de 2 bilhões de pessoas tiveram acesso a água e o numero de novos infectados pelo HIV caiu 40%.
    O ‘’Objetivo do Desenvolvimento Sustentável’’, assunto do vídeo, será debatido na cúpula de desenvolvimento sustentável, reunião que terá como objetivo a propositura das contribuições dos estados-membros. O Objetivo do Desenvolvimento do milênio foi iniciado em 2000 com foco em 2 grandes problemas, a pobreza e a fome. Nessa nova agenda, com prazo até 2030 abrangem muito mais temas, 17 no total. É gratificante ver que os resultados vieram (e continuam ), mas sabemos também que com o passar dos anos novos problemas aparecem e se agravam, como a questão climática, que será um assunto discutido com urgência em reunião em Paris em Dezembro de 2015. Novas metas serão traçadas para substituir as metas de desenvolvimento do milênio. Lutar contra ações que ameaçam a natureza e seu ecossistema, garantindo assim a sustentabilidade é de extrema importância, e que podem trazer grandes resultados para todo o mundo. Temos, como cidadãos esperar que o governo atue assíduo nesses propósitos, e claro, fazendo nossa parte para que esses números da ONU continuem bastante positivos.

  11. A ONU (Organização Mundial das Nacoes Unidas) é uma organização internacional fundada em 1945 que objetiva facilitar a cooperação entre os países no que condiz ao direito internacional, segurança internacional, desenvolvimento econômico, progresso social, direitos humanos e a paz mundial. Para atingir tais objetivos, portanto, a ONU traça, em diversos encontros internacionais, na presença dos representantes dos 193 países-membros, metas (anuais, semestrais, a longo prazo, etc) que devem ser seguidas pelos países.
    Tais metas, apesar de muito importantes, nao sao obrigatórias (no sentido de que a ONU nao poderá sancionar países que nao as cumpram), o que explica o grande número de países que se vinculam as metas, mas nao as cumprem efetivamente. Entretanto, esse panorama nao persistiu em determinados movimentos criados pela ONU contra a pobreza, que tem dado frutos impressionantes e ao que parece cumprirão as metas estabelecidas pela organização até 2030.
    Um exemplo é o chamado Objetivos do Milênio, traçados e reiterados pela ONU, que estabeleceu objetivos e metas globais a fim de acabar com a pobreza e para melhorar a vida das populações mais vulneráveis. Tal programa está alcançando resultados expressivos e engloba diversas áreas, como o acesso ao saneamento básico, educação, controle de doenças, desenvolvimento sustentável, entre muitas outras.
    Os Objetivos do Milênio representam o mais bem sucedido movimento contra a pobreza, e alem de traçar metas, também mede o progresso mundial no que condiz as diversas áreas de desenvolvimento. Desde 1990, 700 milhões de pessoas a menos vivem na extrema pobreza, o numero de matriculas na educação primária em áreas em desenvolvimento aumentou consideravelmente e mais de 2.5 bilhões de pessoas ganharam e aprimoraram acesso a água potável, entre outros dados que tornam otimistas as previsões para 2030. É importante ressaltar que sem a participação e o comprometimento dos países em cumprir as metas, erradicar a pobreza e melhorar a vida da população de uma forma generalizada, tais dados jamais teriam sido alcançados.
    O inegável sucesso dos Objetivos do Milênio demonstra que, com o comprometimento dos países juntamente com a ONU, resultados expressivos podem ser alcançados. Dessa forma, há um incentivo a criação de novas e mais ambiciosas metas em todas as áreas visando a melhoria de vida das pessoas em um caráter global. 2015 é o ano da ação global, portanto novos objetivos estão sendo estabelecidos (principalmente no que ramo do desenvolvimento sustentável), o que faz crer que com a cooperação mundial, será possível um mundo melhor até 2030.

  12. A organização das Nações ,mais conhecida pela sigla, ONU, foi fundada em 24 de outubro de 1945, na cidade de São Francisco no Estado da Califórnia – Estados Unidos, em um período de dificuldades , um período pós a Segunda Guerra Mundial.
    Atualmente, possui 192 países membros, sendo que cinco deles (Estados Unidos, China, Rússia, Reino Unido e França) fazem parte do Conselho de Segurança. Este pequeno grupo tem o poder de veto sobre qualquer resolução da ONU.
    Sua sede principal localiza-se na cidade de Nova Iorque e seus representantes definem, através de reuniões constantes, leis e projetos sobre temas políticos, administrativos e diplomáticos internacionais. A ONU está dividida em vários organismos administrativos como, por exemplo, Corte Internacional de Justiça, Conselho Econômico e Social, Assembleia Geral entre outros.
    A Carta das Nações Unidas traz em seu texto os objetivos principais da ONU,as quais são a Defesa dos direitos fundamentais do ser humano; Garantir a paz mundial, colocando-se contra qualquer tipo de conflito armado; Busca de mecanismos que promovam o progresso social das nações; Criação de condições que mantenham a justiça e o direito internacional; Defesa dos direitos fundamentais do ser humano; Garantir a paz mundial, colocando-se contra qualquer tipo de conflito armado; Busca de mecanismos que promovam o progresso social das nações; Criação de condições que mantenham a justiça e o direito internacional.
    Observa-se que os objetivos traçados pela ONU vem sendo cumpridos ,alguns de forma mais lenta, porém já com algum avanço, que a principio já é ótimo. Um exemplo é a pobreza que diminuiu significativamente da década de 90 até os tempos atuais. Torçamos para que a ONU continue cumprindo seus propósitos e que juntamente com a população possa continuar a superar suas metas.

  13. Há 15 anos, a ONU estabeleceu os 8 Objetivos de Desenvolvimento do Milênio para combater a pobreza extrema e melhorar a vida das pessoas em todo o mundo. Hoje, há 700 milhões de pessoas a menos na pobreza e 9 em 10 crianças são capazes de ir para a escola primária nas regiões em desenvolvimento. Com base na dinâmica gerada por estes objetivos, a ONU adota a nova agenda de desenvolvimento sustentável.O ano de 2015 apresenta uma oportunidade histórica e sem precedentes para reunir os países e a população global e decidir sobre novos caminhos, melhorando a vida das pessoas em todos os lugares.
    Essas decisões determinarão o curso global de ação para acabar com a pobreza, promover a prosperidade e o bem-estar para todos, proteger o meio ambiente e enfrentar as mudanças climáticas.
    Em 2015, os países têm a oportunidade de adotar a nova agenda de desenvolvimento sustentável e chegar a um acordo global sobre a mudança climática.
    Espera-se que as ações tomadas em 2015 resultem nos novos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS), que se baseiam nos oito Objetivos de Desenvolvimento do Milênio (ODM).As Nações Unidas estão trabalhando junto aos governos, sociedade civil e outros parceiros para aproveitar o impulso gerado pelos ODM e levar à frente uma agenda de desenvolvimento pós-2015 ambiciosa.

  14. Criada após o fim da segunda guerra mundial em 1945, a Organização Das Nações Unidas tem como objetivo garantir a paz e a dignidade no mundo, através do bom relacionamento e da cooperação entre os países, tendo assim um papel fundamental, desde a sua criação , na redução e amenização das desigualdades sociais no mundo.
    Desde a sua criação, a ONU tem trazido resultados extremamente positivos no cenário mundial. Apesar de nem sempre alcançar seu objetivos precípuos devido à falta de poder coercitivo e respeito à soberania dos países , o seu papel articulador tem sido de extrema importância. Facilitar a conversa entre os países, estabelecer objetivos, captar recursos, são funções que tiveram, e têm uma importância muito grande para a melhora do cenário mundial.
    No vídeo acima, é extremamente gratificante ver resultados tão concretos e positivos desta atuação da ONU no mundo. Redução da Aids, da fome, da pobreza extrema, acesso à educação, à agua , em proporções tão grandes, mostram a efetividade do órgão e seu potencial e força de mudança. Portanto, é essencial que se esteja sempre estabelecendo novas metas e objetivos visando um mundo cada vez melhor. O sucesso dos “Objetivos do Milênio´´ nos mostram que é possível através da cooperação e força de vontade das sociedades do mundo, lutar por uma causa em comum, independente das eventuais diferenças que existam entre as relações das nações de nosso mundo.

  15. Os objetivos do milênio, foram criados pela Declaração do Milênio, estabelecidos pela Organização das Nações Unidas, no ano de 2000, e adotados pelos 191 países membros, até a data. Tais objetivos foram criados para melhorar a situação do meio ambiente mundial, e acabar com a pobreza no planeta. Após ser criado em 8 de Setembro de 2000, os países signatários promoveram uma série de mudanças até hoje, que já geraram excelentes resultados, como 700 milhões de pessoas a menos vivendo em extrema pobreza, um aumento significativo de matriculas das crianças nas regiões em desenvolvimento, e o contato de 2,6 bilhões de pessoas tiveram contato com água potável. Esses objetivos do milênio podem ser considerados dos maiores programas de desenvolvimento mundial de todos os tempos. Aproveitando tais objetivos criados nos anos 90, podemos ser mais ambiciosos, inspirados no sucesso dos mesmos e criar novos, para assim podermos completa-los os antigos e melhorar ainda mais a vida em nosso planeta. Analisando o sucesso que estamos tendo até hoje, podemos perceber, que se cada um de nós fizemos uma pequena parte, podemos mudar a situação atual em que o planeta vivemos.

  16. Atualmente a Organização das Nações Unidas é composta por 193 Estados Membros. Cada país, grande ou pequeno, rico ou pobre, tem um único voto quando são feitas as reuniões, porém, as decisões tomadas pelo seu conjunto não são vinculativas. Mas as resoluções formadas pelo consenso dos países tem peso de opinião da comunidade internacional.
    Assistindo ao vídeo, pode-se enaltecer o trabalho desta organização que trabalha para a redução da fome, pobreza e doenças de todo o planeta, tentando dar assistência aos mais necessitados.
    O grande objetivo da ONU, é a manutenção da paz mundial e do desenvolvimento, com base nos princípios de justiça, dignidade humana e bem-estar de todos. Com a evolução dos países, principalmente os membros, o planeta cresce em qualidade de vida e economia mais social e melhor distribuída.
    A boa noticia é que os objetivos da ONU vem sendo alcançados, de maneira significativa pois a pobreza, por exemplo já diminuiu majoradamente depois da década de 90.
    O mundo precisa de mais organizações como esta, para que se tenha mais igualdade de oportunidade para os países, sendo que o auxílio aos mais pobres ainda é ínfimo levando em consideração suas necessidades sociais e econômicas.

  17. A Organizaçao das Naçoes Unidas (ONU) foi criada logo após a segunda guerra mundial, para substituir a antiga Liga das Naçoes, com o objetivo de promover o diálogo entre os países, evitando guerras, garantindo o cumprimento dos tratados, reafirmando os Direitos Humanos, o desenvolvimento economico, erradicando a pobreza e em fim, promovendo a paz. Essa organizaçao conta com 193 países membros, escritórios por todo o mundo e conta com suas instancias administrativas para garantir o sucesso de seus objetivos. Além disso, a ONU conta com o patrocínio de seus países membros, e possuí seis línguas oficiais: ingles, chines, russo, espanhol, frances e árabe.
    Graças aos trabalhos da ONU, várias pessoas conseguiram melhorar suas vidas e a cada dia mais, a ONU busca estabelecer metas para humanizar a vida daqueles necessitados. Assim, a ONU, desde de a sua criaçao se tornou uma ferramenta necessária para a manutençao e reafirmaçao dos Direitos Humanos, seja em países vítimas de catástrofes naturais, seja em países vítimas de guerras. Logo, a atividade humanitária dessa organizacao, é o resultado de como a cooperaçao entre Estados pode ser benéfica para a populaçao mundial.
    Entretando, as relaçoes, principalmente no Conselho de Segurança da ONU, nao sao verticais como deveriam ser, certas ”potencias” sobressaem-se com poder de voto e poder de influencia, principalmente nas decisoes sobre intervensoes em países com conflito interno.

  18. Fundada ao término da II Guerra Mundial, a Organização das Nações Unidas possui a carta das Nações Unidas que define como seus objetivos principais: a defesa dos direitos fundamentais do ser humano; garantir a paz mundial, colocando-se contra qualquer tipo de conflito armado; busca de mecanismos que promovam o progresso social das nações e criação de condições que mantenham a justiça e o direito internacional. E, apesar de não ter atingido seus objetivos em alguns casos, a ONU apresenta fundamental importância na tentativa de diminuir as desigualdades sociais no mundo.
    Após assistir ao vídeo, fica extremamente nítida a influência da ONU nas questões envolvendo melhoria de vida e desenvolvimento dos países, como um todo. Atualmente a Organização das Nações Unidas é composta por 193 Estados membros, portanto, é indiscutível o fato de que essa organização é, nada menos, que fundamental quando se coloca em pauta a globalização, ou seja, a interação, solidarização, cooperação dos países na busca por soluções para os problemas. A busca de ampliação dos resultados positivos está, também, de alguma forma entrelaçada aos incentivos que geram novas e ambiciosas metas propostas pela ONU.
    O assunto em destaque no vídeo é o desenvolvimento sustentável, tema atual e que cada vez mais pede maior destaque. É preciso realmente que as atenções estejam voltadas para ele. Em um mundo capitalista, onde o consumo é praticamente o núcleo de todas as relações, a produção em massa degrada cada vez mais o meio ambiente. Surge então um problema: o consumo da população é infinito e matérias primas são finitas. Desta forma, ou se aplica políticas de desenvolvimento sustentável, com ideais mais conscientizados, como sugere a ONU, ou em breve, o sistema entrará em colapso. A agenda referente aos novos objetivos abrange não só o desenvolvimento sustentável, mas tem no total 17 objetivos, com prazo para 2030.
    Não podemos negar que ainda há um longo caminho a ser percorrido para atingirmos níveis ideais de educação, saúde, alimentação, saneamento básico, ou seja, qualidade de vida em geral. Se é que seja possível que algum dia se atinja um nível ideal. Independentemente, é preciso acreditar e investir em ações e propostas como essas apresentadas no vídeo, pois atualmente, nenhum país pode considerar que a situação de outros países não interfere na sua e vice-versa. A globalização nos proporcionou a troca de relações, e isso inclui bônus e ônus. Para que um país se desenvolva, é preciso não só o desenvolvimento interno, mas também, visar a ajuda ao próximo para que a prosperidade perpetue.

  19. A pobreza é um dos maiores problemas enfrentados ao redor do mundo, sendo mais do que necessário que os países estabeleçam políticas capazes de permitir que as pessoas saiam dessa situação e possuam alguma perspectiva de vida digna, principalmente aqueles que vivem na linha da extrema pobreza.
    Projetos criados anteriormente têm mostrado resultado e indicam que a quantidade de indivíduos vivendo nesse contexto tem diminuído cada vez mais, o que consequentemente acaba por reduzir outros problemas, como os índices de contaminação por HIV, que costumava ser muito maior.
    A ONU então vem mais uma vez, com o intuito de trazer diversas formas de melhoria para as nações como um todo, trazer um novo projeto e um incentivo para os países. Estimula-se o prosseguimento no combate à pobreza, mostrando que está havendo um resultado positivo e cria-se uma meta, para que em 2030, com um modo de viver mais sustentável, esses índices caiam ainda mais e mais pessoas possam ter um futuro digno e respeitável. Sendo assim, se cada país fizer a sua parte, será possível criar, para uma parcela maior de indivíduos, um ambiente agradável de se viver.

  20. As metas tomadas pela ONU como diretrizes foram muito brandas.
    Em nossas vidas particulares quando criamos metas a serem cumpridas, fazemos pequenas metas que são possíveis de serem atingidas durante o tempo que nos determinamos que iremos desenvolve-las.
    Porem as metas da ONU são algo que raras vezes são alcançados e muitos países já partem com essa mentalidade, e atingem metade do caminho e seus governantes declaram que não foi possível atingir as metas porque A B e C ocorreram.
    Se há um consenso geral de que essas metas não são obrigatórias, e que seu não comprimento não acarreta sanções serias, ao menos então elas deveriam ser mais exigentes.
    Com metas mais elevadas as poucas nações que realmente levam a serio tais compromissos se esforçariam para cumprir os objetivos, enquanto as que sempre tentam atingir um meio termo teriam uma meta mais elevada a ser conquistada.
    E obvio que metas elevadas demais desencorajariam as nações a se quer tentar qualquer esforço.
    Porem as que estão atualmente propostas para 2030 poderiam ser comparadas a uma meta de diminuir a velocidade de um carro rumo a um murro de concreto.
    Um exemplo são as metas referentes a mudança climática nos já passamos do ponto onde se continuarmos a poluir haverão danos irreversíveis e as soluções propostas são continuar a danificar o meio ambiente só que mais devagar.

  21. A ONU, Organização das Nações Unidas, foi criada ao final da segunda guerra mundial, com o intuito de substituir a liga das nações e constituir uma organização que reunisse um maior número de países. Constituída pela Assembléia Geral e pelo Conselho de Segurança, onde são tomadas as decisões, a ONU tem por objetivo garantir os Direitos Humanos no mundo, bem como promover a paz, intensificar laços entre países e incentivar a autonomia de determinadas etnias. Sendo assim, no decorrer de sua existência, tal organização foi adquirindo extrema importância social, uma vez que lutou efetivamente para a concretização desses objetivos, sendo muito influente e responsável por diversas melhorias que ocorreram ao longo das décadas. Um dos mais sérios e antigos problemas presentes no contexto mundial, é a pobreza. O trabalho para combater esse problema, por parte da ONU, vem se intensificando cada vez mais, criou-se, deste modo, uma meta a ser cumprida até 2030, pautada em projetos já criados e que vêm mostrando um resultado positivo. Busca-se, assim, até este ano, uma vida mais digna para a população mundial, especialmente para aqueles que vivem na linha da extrema miséria. Essa luta pelo combate a pobreza é de extrema importância, uma vez que erradicado este problema, outros problemas também serão sanados, por serem meras consequências do primeiro. Como é o caso da fome, educação, saúde (doenças como as adquiridas em decorrência do HIV, muito comum nos países africanos), entre outros. Torna -se, assim, de extrema importância a atuação desta Organização, que luta de maneira efetiva para a melhoria do cenário mundial, digno de reconhecimento.

  22. A Organização das Nações Unidas (ONU), organização intergovernamental, com o objetivo precípuo de preservar a paz, fomentando a solução pacífica de conflitos, proporcionando meios idôneos de segurança coletiva e de estabelecer uma cooperação econômica, cultural e científica entre seus membros. Desenvolveu um Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD) é a rede de desenvolvimento global da Organização das Nações Unidas, cujo objetivo é tornar o mundo um lugar mais justo, solidário e melhor para se viver, incluindo o objetivo maior de reduzir a pobreza extrema pela metade até 2015. Devendo considerar que diversos líderes mundiais assumiram o compromisso de alcançar os Objetivos de Desenvolvimento do Milênio, um conjunto de oito metas sendo elas, acabar com a fome e a miséria, educação básica de qualidade para todos, igualdade entre sexos e valoração da mulher, reduzia a mortalidade infantil, melhorar a saúde das gestantes, combater a aids, a malaria e outras doenças, qualidade de vida e respeito ao meio ambiente e todo mundo trabalhando pelo desenvolvimento. O vídeo deixa claro que apesar de objetivos difíceis de ser alcançados um pequeno esforço da parte de cada um pode fazer a diferença e mudar a atual situação podendo acreditar em um futuro digino para todos.

  23. Anna Amaral Ferreira-Milton Campos- 4° Período-Turno: Manhã--Código: 20453 em disse:

    A Organização das Nações Unidas (ONU),no dia 26 de Junho de 2015,completou 70 anos de sua fundação. Criada no período mais conflituoso da História da Humanidade, ao final da 2 ª Guerra Mundial(1945),foi concebida com o objetivo primordial de promover a paz, o respeito aos direitos humanos, o progresso e o bem estar da humanidade. Nesse contexto, foi criado o vídeo ‘’Transformando os Objetivos do Milênio: Rumo a 2030’’, em que a ONU traça os seus objetivos e estabelece ‘’ambiciosos’’ métodos de atuação global, baseados em acabar com a pobreza e proporcionar um desenvolvimento mais sustentável.

    Contudo, tal visão, por mais tocante e inspiradora que seja, pode se apresentar como mais um dos vários romantismos criados pela ONU:como já salientou Alain Pellet, Nguyen Quoc Dinh e Patrick Daillier, no livro ‘’Direito Internacional Público’’, as particularidades do funcionamento das organizações internacionais,sob o aspecto geral,isto é, a permanência dos órgãos e os processos de decisão majoritários, alteram o alcance dos processos interestatais: o princípio do consentimento prévio das partes num conflito,garantia fundamental das soberanias estatais, sofreu demasiada desconsideração.O obstáculo que este princípio poderia construir para o estabelecimento dos órgãos pré-constituídos foi substituído por uma manipulação dos procedimentos internos das organizações para criar,se houvesse necessidade, órgãos para tal finalidade.

    Nesse sentido, certamente, não é compatível colocar em prática toda uma conjuntura de planejamentos e ações que visem tais ‘’ambiciosos’’ métodos de atuação global, sendo que a ONU vem desafiando tal princípio. Como foi devidamente apontado pelos autores citados,hoje em dia, a ONU vive um grave ”déficit de diplomacia”. A diplomacia preventiva, principal foco da Organização das Nações Unidas,tornou-se um exercício superficial,ligeiro,assim como medidas de utilização de força militar,ameaças e sanções tornam-se mais frequentes,como visto na questão da Palestina x Israel.

  24. É uma meta muito ousada, mas podemos sim transformar o planeta até 2030 a contar de agora 2015. São 15 Anos, onde muito pode e deve ser feito. Particularmente apesar de muita coisa que na minha concepção está errada, ainda é possível acreditar no ser Humano. Tenho diversas criticas ao modelo petista de programas sociais , mas tenho que reconhecer o Brasil deu um salto na qualidade de vida e principalmente em retirar pessoas da pobreza extrema.Os programas do Brasil são excepcionais entretanto só atendem uma parte do objetivo , para mim , os programas sociais na primeira fase deve o Estado prestar todo o auxilio ao individuo e após ele estar estruturado em uma segunda fase deverá buscar meios de tornar o individuo independente dando educação e trabalho , evitando que esse laço de auxilio seja perpetuo e onere a máquina publica, e assim que o individuo estiver independente poderá ser destinado a outro o auxilio. O mundo passa por uma globalização incrível, a velocidade das informações evidencia a verdade muito mais nítida para todos . Acredito que novas tecnologias vão auxiliar nessa transformação mundial.

  25. Após a reunião de 189 líderes mundiais, foram estabelecidas as metas do milênio. Os objetivos deveriam ser cumpridos até 2015, e agora foram restabelecidos até o ano de 2030, com enfoque no desenvolvimento sustentável, Com os ODS, fica clara a necessidade não só de avançar nos desafios contra a pobreza, desigualdade e melhoria dos índices sociais, mas da permanente necessidade de conjugar esses objetivos com as mudanças climáticas já em curso e a adoção de um modelo econômico verdadeiramente sustentável: das 17 metas, 13 tratam de questões relacionadas à sustentabilidade.

  26. As metas estabelecidas em 2000 pela Organização das Nações Unidas ficaram conhecidas como Objetivos de Desenvolvimento do Milênio, essas metas representam uma série de compromissos que devem ser cumpridos pelos países para melhorar o destino da humanidade. Tais metas estipulam estratégias sobre vários assuntos, dentre eles: pobreza, fome, ensino básico, igualdade entre sexos e saúde materna. Órgãos competentes acompanharam o desenvolvimento dos países e registraram melhorias nas várias áreas em questão.
    A partir de 2015 os objetivos de erradicar a pobreza foram restabelecidos com a ideia de mudar o planeta até o ano de 2030 focando no desenvolvimento sustentável. Dessa forma a ONU busca trazer maior bem estar para a população mundial como um todo, se pautando de campanhas que atingem uma grande quantidade de países e apresentam números inegáveis quando ao desenvolvimento de cada um deles, principalmente no âmbito social.

  27. Os Objetivos de Desenvolvimento do Milênio feito pela ONU têm como objeto melhorar a vida dos mais desfavorecidos. Com esse projeto, a vida de milhões de pessoas irá melhorar. O desenvolvimento sustentável além de ajudar o planeta, ajudará as pessoas que nele vivem. A ação global pretende tirar da pobreza todas as pessoas, sem discriminação de qual país pertencem. Além disso, há uma meta de universalizar a educação, expandir a tecnologia sustentável e reconstruir nações. A ONU acredita que tudo isso pode ser superado até 2030. Os Objetivos de Desenvolvimento do Milênio também inclui os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável, que visa o desenvolvimento global, entretanto, depois do prazo do ODM. Com esses projetos, a ONU visa romper as barreiras da miséria, o que é um dos objetivos da mesma. Esses objetivos constituem um conjunto integrado e indivisível de prioridades globais para o desenvolvimento sustentável, assim podendo reafirmar a fé na dignidade do ser humano e dando o significado à promessa feita pela ONU. Esse movimento global contra a pobreza estabelece metas globais, desde 1990, assim, 2015 é o ano da ação global, traçando metas para fazer um futuro descente para a humanidade em geral, até 2030.

  28. Neste ano da Ação Global, mesmo em meio à crise econômica e de confiança enfrentada pelo Brasil, a Organização das Nações Unidas nos mostra que devemos nos unir e não deixar que este trabalho realizado pare de dar frutos. Desde o ano de 1990, 700 milhões de pessoas deixaram de viver na realidade da pobreza extrema, um número impressionante diante de diversas dificuldades enfrentadas mundialmente, como a fome e a pobreza. Além disso, houve um importante avanço na educação primária, onde houve um aumento significativo no número de inscritos, sendo a educação uma garantia fundamental que deve ser disponibilizada a toda a sociedade. Outro aspecto foi a redução do número de infectados de uma doença tão grave como o HIV que chegou a reduzir em 40%. Esse período de hoje até 2030 são 15 anos onde muita coisa pode acontecer, as metas já alcançadas podem melhorar ainda mais, importante lembrar que os problemas sustentáveis não podem ser deixados de lado em virtude de problemas políticos internos ou mesmos os econômicos mundialmente enfrentados. Devemos caminhar juntos com o objetivo de conseguir um futuro digno para todas as pessoas e nossos descendentes.

  29. A ONU foi criada com o objetivo de manter a paz e a seguranca internacional, determinar a criacao, continuacao e encerramento da Missoes de paz, investigar toda situacao que possa vir a se transformar em um conflito internacional e recomendar metodos de dialogo entre os paises. A ONU busca solucionar as controversias entre os paises por meio de negociacao, inquerito, mediacao, conciliacao , arbitragem, solucao judicial, recurso a entidades ou acordos regionais. O Conselho de Seguranca convidara, quando julgar necessario, as referidas partes a resolver, por tais meios, suas controversias.

  30. O alcance de metas para a melhoria da vida humana no mundo mostra que os avanços sociais, estruturais, entre outros, são efetivos e aparentes. Podemos considerar que as políticas públicas implantadas no Brasil e no resto do planeta contribuíram decisivamente para a situação mais favorável a que nos encontramos. Pensando nisso, é interessante a iniciativa das Nações Unidas para o aprimoramento de outras áreas que precisam igualmente de atenção, como a sustentabilidade. Com o advento tecnológico nos tornamos seres extremamente precarizadores para o meio ambiente, uma vez que não repomos o que em contrapartida, ultilizamos de recursos naturais. Sabendo da esgotabilidade desses e da necessidade vital em serem adotadas medidas firmes, populares e globais, espero que até 2030 tenhamos as boas notícias de avanços sustentáveis.

  31. A ONU (organização das nações unidas) fui criada em outubro de 1945,logo após a segunda guerra mundial,buscando evitar que acontecimentos parecidos voltassem a ocorrer.Tal organização se baseia na ideia de cooperação e acredita que juntos vamos muito mais longe.
    Desde sua criação ja foram desenvolvidos diversos projetos que buscam pela paz,saúde e segurança internacional,visando e fazendo uso sempre da ideia relacionada a ajuda mutua e desinteressada economicamente.Quem ajuda não visa enriquecimento econômico nem benefícios,mas apenas um mundo melhor,mais justo e igualitário,o único objetivo ao se voluntariar nas missões da organização deve ser o de ajudar,fazer o bem, sem receber nada em troca.
    Os projetos provindos da ONU só vem aumentando e orgulhando cade vez mais a todos nos,devido aos resultados de sucesso,como a diminuição do HIV,da miséria/pobreza,entre outras conquistas. Contudo isto é só o começo,o ano de 2015 como podemos ver no video esta sendo considerado o ”ano da ação global”e nele vem sendo discutidos novos projetos,novas maneiras de intensificar os resultados ja existente e criar novas mudanças positivas. Serão estabelecidos novos objetivos do milênio,metas ousadas que visam dar fim de vez a pobreza e a outros diversos problemas que insistem em atormentar a nação,enfim visam uma jornada intensa e ardoa porem cheia de maravilhosos resultados, para que um 2030 digno nos aguarde, sem deixar ninguém para trás, como foi muito bem dito no video .
    Enfim,é importante nos unirmos,cooperarmos, mesmo que com ações pequenas ,pois é através delas que vamos intensificar e acelerar o alcance as tão almejadas metas.É importante que acreditemos no poder que temos em nossas mãos;poder este de mudar com simples atos o futuro de muitos;poder que junto ao de outros só aumentará e se potencializa,nos aproximando ainda mais dos objetivos traçados para o tão sonhado futuro.

    BRENO LUIS SILVA MAIA
    NOITE

  32. Segundo a ONU, as ODMs (Objetivos de Desenvolvimento do Milênio) são os movimentos contra pobreza de maior sucesso na história. A criação de oito ODMs, de acordo com o Secretário-geral da ONU, compromissos firmados por líderes mundiais em 2000, estabeleceram metas que ajudaram a tirar mais de um bilhão de pessoas da pobreza extrema. Entretanto, apesar dos avanços ao longo dos últimos anos, há muito trabalho pela frente diante da quantidade de pessoas que vivem em situação de extrema pobreza no mundo. Cabe aos líderes mundiais, empenhar todos os esforços necessários e que lhe couberem, que estiverem ao alcance de cada um deles, sem poupar esforços, para libertar homens, mulheres e crianças das condições desumanas da pobreza extrema.

  33. Segundo a ONU, as ODMs (Objetivos de Desenvolvimento do Milênio) são os movimentos contra a pobreza de maior sucesso na história. A criação de oito ODMs, de acordo com o Secretário-geral da ONU, compromissos firmados por líderes mundiais em 2000, estabeleceram metas que ajudaram as tirar mais de um bilhão de pessoas da pobreza extrema. Entretanto, apesar dos avanços ao longo dos últimos anos, há muito trabalho pela frente diante da quantidade de pessoas que vivem em situação de extrema pobreza no mundo. Cabe aos líderes mundiais, empenhar todos os esforços necessários e que lhe couberem, que estiverem ao alcance de cada um deles, sem poupar esforços, para libertar homens, mulheres e crianças das condições desumanas da extrema pobreza.

  34. Segundo a ONU, as ODMs (Objetivos de Desenvolvimento do Milênio) são os movimentos contra pobreza de maior sucesso na história. A criação de oito ODMs, de acordo com o Secretário geral da ONU, compromissos firmados por líderes mundiais em 2000, estabeleceram metas que ajudaram a tirar mais de um bilhão de pessoas da pobreza extrema. Entretanto, apesar dos avanços ao longo dos últimos anos, há muito trabalho pela frente diante da quantidade de pessoas que vivem em situação de extrema pobreza no mundo. Cabe aos líderes mundiais, empenhar todos os esforços necessários e que lhe couberem, que estiverem ao alcance de cada um deles, sem poupar esforços, para libertar homens, mulheres e crianças das condições desumanas da pobreza extrema.

  35. A estratégia ora mencionada substituirá os Objetivos do Milênio e, como já ocorria nessas metas estipuladas em 2000, tem como objetivo a erradicação da pobreza como primeira medida.
    É importante reconhecermos o triunfo do projeto, cuja meta de redução da pobreza foi alcançada com cincos anos de antecedência, trazendo grande satisfação.
    Uma das metas para 2030, é erradicar agressivamente a fome, fazendo com que até lá toda população tenha alimentação suficiente.
    Nesse caso, conforme os índices trazidos pela FAO em seu relatório ‘ o Estado de Insegurança alimentar no mundo em 2015’ (http://www.fao.org/hunger/en/), as principais regiões a que tal medida deva influir seria o sul-asiático e a maioria dos países africanos, que encontram-se em situações críticas quanto a fome.
    Todos esses objetivos terão custos enormes para concretude, e precisarão de um amplo capital destinado a tal finalidade.
    É prazeroso acompanhar os resultados obtidos pelo projeto anterior, e nos permite ainda a esperança de que a situação no continente africano, o qual vemos diariamente o sofrimento vivido por décadas, seja modificada e garanta melhor qualidade de vida à população.

  36. A Organização das Nações Unidas foi criada com o intuito de recuperar os países assolados pelos horrores da Segunda Guerra Mundial e também de ser uma interseção entre os Estados dos mundo todo, criando princípios e normas para promover a paz e a cooperação entre aqueles que dela participam. Por mais de 40 anos, a ONU tem apresentado projetos e políticas para solucionar desafios como a pobreza, os impactos ambientas causados pela indústria e agricultura, principalmente, as desigualdades sociais, os conflitos étnicos, entre outros problemas que a sociedade atual tem enfrentado. No entanto, apesar do grande prestígio esse órgão internacional, muitos países não levaram, por muito tempo, muito a sério as metas a serem cumpridas e hoje vivem as consequências. É muito importante, portanto, que a ONU seja um meio de estabelecer e firmar cooperação entre os Estados para que possa-se ter uma convivência equilibrada, harmônica entre os povos e também para com o planeta.
    É imprescindível estabelecer novos objetivos para o planeta e incentivar a ajuda mútua entre os países, visto que alguns apresentam condições mais favoráveis para alcançar metas, como governo e economia estáveis e sólidos, enquanto outros sofrem com conflitos internos, como em diversas regiões da África. Alcançar as metas é uma tarefa que só poderá ser concluída se cada Estado fizer a sua contribuição.
    Os efeitos dessas ações serão realmente eficazes se todos no mundo forem impactados por eles, o que provocará, além de uma melhora significativa de qualidade de vida, uma consciência mais ampla e global acerca de como os atos individuais, postos em conjunto, podem determinar o futuro.

  37. Diante de tantas tragédias, videos como esse são fundamentais para nunca perdermos a esperança em um mundo melhor. Mesmo não tendo força legal é notável a iniciativa da maioria dos países em criar um desenvolvimento sustentável, isso porque perceberam que manter as antigas políticas significava aumentar a pobreza, o analfabetismo, as fontes de doenças e deteriorar a principal fonte de vida do planeta: a natureza. Essa percepção é extremamente satisfatória, pois já conseguimos ver o começo de um mundo melhor. É o início de uma transformação cultural, que hoje é extremamente necessária. É uma obrigação que se dá aos países, que por sua vez, podem criar mecanismos que forcem a população a perder os maus hábitos, como por exemplo, não fazer a coleta seletiva, praticar o desmatamento, poluir a água, provocar incêndios, etc.. Entretanto devemos lembrar que cabe a cada cidadão fazer o seu papel para que em 2030 tenhamos todas essas mudanças que são muito desejadas! Se cada um fizer a sua parte poderemos crescer sustentavelmente mais que o esperado!

  38. A Organização das Nações Unidas (ONU), ou simplesmente Nações Unidas, é uma organização internacional cujo objetivo declarado é facilitar a cooperação em matéria de direito internacional, segurança internacional, desenvolvimento econômico, progresso social, direitos humanos e a realização da paz mundial, foi fundada em 1945 após a Segunda Guerra Mundial para substituir a Liga das Nações (dissolvida em abril de 1946), com o objetivo de deter guerra entre países e para fornecer uma plataforma para o diálogo. Ela contém várias organizações subsidiárias para realizar suas missões e conta atualmente com 193 países-membros, incluindo quase todos os Estados soberanos do mundo. Diante dos desafios enfrentados pelas nações do mundo moderno a ONU tenta estabelecer metas e diretrizes para enriquecer a vida das pessoas nas diferentes nações, tais como as oito ODMs, compromissos firmados por líderes mundiais em 2000, que estabeleceram metas que ajudaram a tirar mais de um bilhão de pessoas da pobreza extrema. Agora 2015 é o ano da ação global, com ambiciosos objetivos referentes a projetos econômicos, sociais, dentre vários outros, tendo como principal objetivo acabar com as formas de pobreza.Há a esperança de que esses objetivos sejam concluídos até o ano de 2030, superando as expectativas e conseguindo atingir o maior número de beneficiários através dessa ação global. Existe esperança na melhoria de vida das pessoas no mundo, isso exige trabalho e esforços combinados, algo que a ONU está promovendo e por isso se torna peça fundamental na transformação da qualidade de vida da raça humana como um todo.

  39. O vídeo nos apresenta o resultado de diversas medidas adotadas por pessoas, empresas, fundações, organizações, etc. que mudaram realmente a realidade de nosso planeta, não apenas no âmbito econômico (como a diminuição da pobreza por exemplo), mas também ambiental e social.
    Dados como 40% de diminuição nos casos de aids no planeta, 700 milhoes de pessoas foras da pobreza extrema, 91% a mais de matrículas no ensino primário em países em desenvolvimento, entre outros são resultados que não apenas renovam as esperanças da população mundial como motivam todo o mundo a continuar na luta contra a pobreza e contra a desigualdade, o que é fundamental para um mundo mais justo.
    É emocionanter saber o quanto nosso planeta cresceu e se desenvolveu para ajudar aqueles menos favorecidos, e ouvir dados como esses apenas acrescentam mais esperança a população mundial.

  40. 5 tema pronto

    É um alivio saber que organizações serias como a ONU trabalham arduamente para acabar com a miséria e a pobreza extrema, torço para que as áreas em que hoje necessitam da atuação da ONU possam se desenvolver através desses movimentos globais e um dia não precisem mais de tanto âmparo, conseguindo assegurar sozinhos sua subsistência com dignidade e qualidade de vida, pois “se você der um peixe ao homem, no outro dia ele continuara tendo fome, se você ensina-lo a pescar, ele vai matar sua fome sozinho”, penso que esse ditado se encaixa claramente nessa situação. Os países mais pobres do mundo atualmente necessitam de ajuda externa para conseguir sobreviver com o mínimo de dignidade que se espera nos dias de hoje, dando a eles condições de se desenvolverem em parceria com os projetos culturais, sociais e econômicos, é uma questão de tempo até que consigam superar todas essas necessidades.

  41. Diante de milhares de notícias que somos bombardeados todos os dias, é com grande alegria que vejo essas estatísticas onde 700 milhões de pessoas a menos desde 1990 vivem em pobreza extrema, e que em regiões em desenvolvimento 91% de pessoas são matriculadas. Isto é dar futuro a quem há poucas décadas não tinha absolutamente nada, e vivia em condição desumana, é um trabalho ambicioso da ONU e ao mesmo tempo, vemos que não foi mais um projeto em vão, que aos poucos essas estatísticas estão aumentando cada vez mais e podemos olhar pro futuro com um pouco de esperança. Sobre a Aids, também é uma tremenda vitória, pois perdemos milhares de pessoas por causa desta doença que já foi a que mais causou mortes do mundo, e hoje podemos ver que cada vez menos pessoas são infectadas, com grande mérito nisso a ONU, com suas propagandas em televisões, jornais e revistas.

  42. Projeto iniciado em 2000, os objetivos do milênio de tempos em tempos ganha destaque na mídia, com o anuncio dos resultados obtidos pela humanidade e pela adaptação de seus objetivos para o contexto atual. A ultima atualização ocorreu este ano mirando os próximos 15 anos. É primordial para alcançar qualquer objetivo ou evolução, as meta e diretrizes e neste contexto a ONU tem sido muito feliz em seu projeto incentivando e adaptando seu norte as necessidades dinâmicas da sociedade com um foco no que há de mais essencial na atualidade a ser trabalhado. 2015 foi batizado o ano da ação global pela ONU e o foco é remobilizar o mundo para a diminuição dos problemas globais atuais invocando a solidariedade através de pequenas ações, as quais, todos podem contribuir. Infelizmente o mundo não avança de forma uniforme e as desigualdades ainda estão bem presentes, porém se vê avanços em diversas partes do mundo o que sempre a de criar uma esperança de um mundo melhor e é justamente isso que a ONU almeja.

  43. A Organização Mundial das Nações Unidas é uma organização internacional fundada em 1945 que objetiva facilitar a cooperação entre os países no que condiz ao direito internacional, segurança internacional, desenvolvimento econômico, progresso social, direitos humanos e a paz mundial. Para atingir tais objetivos, portanto, a ONU traça, em diversos encontros internacionais, na presença dos representantes dos 193 países-membros, metas (anuais, semestrais, a longo prazo, etc) que devem ser seguidas pelos países.
    O grande objetivo da ONU, é a manutenção da paz mundial e do desenvolvimento, com base nos princípios de justiça, dignidade humana e bem-estar de todos. Com a evolução dos países, principalmente os membros, o planeta cresce em qualidade de vida e economia mais social e melhor distribuída.
    A boa noticia é que os objetivos da ONU vem sendo alcançados, de maneira significativa pois a pobreza, por exemplo já diminuiu majoradamente depois da década de 90.

  44. Os objetivos de Desenvolvimento do Milênio (ODM) foram criados para enfrentar as mais difíceis questões do desenvolvimento à época – como a erradicação da pobreza e a fome; levar todas as crianças às escolas; virar o jogo na questão do HIV/AIDS, malária e outras doenças; reduzir a mortalidade infantil, de crianças e recém-nascidos, entre outros. Houve avanço significativo no progresso nas áreas-alvo dos ODM – progresso que teria sido improvável se não houvesse foco, financiamento e ação em torno dos objetivos. Ainda que tenha muito trabalho incompleto em relação aos ODM, existem outros grandes desafios para a nova agenda de desenvolvimento global. Após mais de três anos de discussão, os líderes de governo e de estado aprovaram, por consenso, o documento “Transformando Nosso Mundo: A Agenda 2030 para o Desenvolvimento Sustentável”. A Agenda é um plano de ação para as pessoas, o planeta e a prosperidade. Ela busca fortalecer a paz universal com mais liberdade, e reconhece que a erradicação da pobreza em todas as suas formas e dimensões, incluindo a pobreza extrema, é o maior desafio global ao desenvolvimento sustentável. A Agenda consiste em uma Declaração, 17 Objetivos de Desenvolvimento Sustentável e as 169 metas, uma seção sobre meios de implementação e de parcerias globais, e um arcabouço para acompanhamento e revisão. O conjunto de objetivos e metas demonstram a escala e a ambição desta nova Agenda universal. Os ODS aprovados foram construídos sobre as bases estabelecidas pelos Objetivos de Desenvolvimento do Milênio (ODM), de maneira a completar o trabalho deles e responder a novos desafios. São integrados e indivisíveis, e mesclam, de forma equilibrada, as três dimensões do desenvolvimento sustentável: a econômica, a social e a ambiental. Pelo exposto é vital que continuemos a combater a desigualdade em seus diversos níveis e a expandir as relações internacionais e a cooperação entre os Estados, com fincas a garantir o desenvolvimento social, econômico e ambiental de nossa sociedade, nacional e internacional.

  45. Sempre quando vemos atitudes que buscam modificar o cenário atual pela qual o mundo passa, os nossos corações se enchem de esperança, acreditando ainda, mais uma vez, que podemos mudar o mundo. No entanto, percebo que é necessário muito mais do que apenas pautas que discutam soluções para os problemas existentes, sejam eles sociais, ambientais, climáticos, entre outros, é preciso mais. É necessário um comprometimento sério de todo os países para atingir as metas esperadas e propostas pela ONU neste ano de 2015. Já passou da hora das grandes potencias se unirem para ajudar a traçar as mudanças necessárias para dar um novo rumo ao planeta, auxiliando assim os países ainda em desenvolvimento, para que estes cresçam visando a sustentabilidade econômica e ambiental. Neste contexto há uma máxima que pode ser em pratica: “a união faz a força”.

  46. O vídeo que explicita as realizações da Organização das Nações Unidas até este ano e demarca de forma superficial a agenda a ser seguida até o ano de 2030. A propaganda tem certo efeito ilusório, pois leva a crer que a erradicação da pobreza em certos países se deu através de forte atuação da organização. Fato é que, não havendo interesse de governos em realizar politicas sociais, essas mudanças nunca aconteceriam. Ainda sim, não se pode negar o papel de grande importância da organização no mundo. Seus ideias de inclusão externados em entidades como a ONU mulheres tem provocado uma mudança cultural importantíssima, ainda que de forma branda nesse início. Nesse ponto, acredito que a organização soube captar os ideais que poderiam florescer no tempo em que estamos, visto que a ideia de empoderamento trazida pelo feminismo já é “antiga”, contudo, somente agora as pessoas parecem estar aptas a entender e promover ações nesse sentido.
    Quanto a erradicação da pobreza é preciso ter em mente que apesar de ser um dos objetivos alavancados pela organização, este objetivo e específico dificilmente será alcançado caso os países membros da ONU não mudarem sua política neo-liberal extrema e avassaladora. Isto é, será preciso uma mudança social nesses países em que a meta de acumulação de bens e capitais não tem limites para que possamos, posteriormente, falar em distribuição de riquezas e erradicação da pobreza no mundo.

  47. A Organização Mundial das Nações Unidas (ONU) é uma organização internacional fundada em 1945 que objetiva facilitar a cooperação entre os países no que condiz ao direito internacional, segurança internacional, desenvolvimento econômico, progresso social, direitos humanos e a paz mundial. Para atingir tais objetivos, portanto, a ONU traça, em diversos encontros internacionais, na presença dos representantes dos 193 países-membros, metas (anuais, semestrais, a longo prazo, etc) que devem ser seguidas pelos países.Os Estados-membros da ONU adotaram formalmente a Agenda 2030 para o Desenvolvimento Sustentável composta pelos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS). Os ODS substituem os Objetivos de Desenvolvimento do Milênio (ODM), vigentes até o fim deste ano. Os objetivos são: erradicar a fome e a pobreza, promover a agricultura sustentável, saúde, educação e igualdade de gênero, além de garantir a todos o acesso à água, ao saneamento e à energia sustentável, o crescimento econômico, emprego, a industrialização, cidades sustentáveis e a redução da desigualdade. Ainda que muitos consideram a Agenda 2030 positiva, sabe-se que, a exemplo dos Objetivos do Milénio, os ODS figuram um retrocesso do marco dos direitos humanos no mundo, porque ainda existem populações excluídas (identidade de gênero, migrantes, refugiados, entre outros).

  48. A Organização das Nações Unidas – ONU – foi criada em 1945, pós Segunda Guerra Mundial. Tem como objetivos principais garantir o desenvolvimento econômico, definição de leis internacionais, respeito aos direitos humanos e o progresso social e criar e colocar em prática mecanismos que possibilitem a segurança internacional. Atualmente conta com a participação de vários países – 193 – e é a organização internacional mais influente no mundo. Para fazer parte da ONU, é necessário que o país aceite os compromissos previstos na Carta e se comprometa a promover a paz. A organização é financiada pelos países-membros e tem como o maior contribuinte os Estados Unidos e o Japão. Com o dinheiro investido pelos países-membros, a Organização das Nações Unidas tenta promover tudo aquilo previsto na sua Carta, ou seja, a promoção da paz e manutenção da segurança mundial. A ONU também tem como propósito estabelecer medidas de cooperação internacional para resolver os problemas internacionais de caráter econômico, social, cultural ou humanitário. O papel desempenhado pela ONU é de extrema importância, principalmente para aqueles mais necessitados. Um exemplo é o que foi apresentado nesse vídeo, onde mostra que 700 milhões de pessoas, desde o ano de 1990, saíram da pobreza extrema. Importância muito grande no desenvolvimento social e econômico de vários países que, sem o apoio da ONU, teriam sérias dificuldades de se desenvolverem.

  49. A ONU promove com esse vídeo uma intimação. Ao colocar as pautas, falas e objetivos na terceira pessoa do plural, ela inclui cada um de nós para o fim em comum: a instauração de um mundo melhor. De fato, é um objetivo audacioso e que enfrenta grandes embargos e desafios. A paz e a propagação de um mundo melhor muitas vezes é colocado em dúvida diante tantas catástrofes humanas realizadas pela violência cega, preconceitos milenares e conflitos emergentes. No entanto, a ONU clama mudanças globais, no entanto, aponta o “ser” em sua individualidade como ponto de partida, ou seja, as transformações de pensamento e formas de ver e viver no mundo são bases para alterar a maneira do mundo girar. Uma meta com um termo certo: “Para 2030, mudanças”. Nesse sentido, temos quinze anos, para juntos, construirmos um futuro digno de ser habitável, sustentável, e valorizado. Dessa maneira, cria-se um novo verbete: “Cidadão Global”. O pertencimento agora não é restrito ao mundo particular. A ideia se universaliza em objetivos particulares que ao mesmo tempo são gerais. Ocorre assim, a relativização da dicotomia entre o nosso “eu” e o nosso “nós”. O Desenvolvimento proposto é o sustentável, para além do meio ambiente, o fito é sustentar a vida e suas relações. Vários movimentos estão aderindo à agenda e suas metas. Difícil? Sempre. Possível? Também.

  50. A Organização das Nações Unidas nasceu oficialmente a 24 de Outubro de 1945, momento em que a sua Carta foi ratificada pela maioria dos 51 Estados Membros fundadores.
    A Declaração do Milênio das Nações Unidas é uma propositura inovadora e promissora do novo século, realizada no dia 8 de Setembro de 2000, em Nova Iorque , adotada pelos 191 estados membros que se aliaram a um compromisso de combater a extrema pobreza e outras mazelas da sociedade.
    Criada em um esforço para unir e efetivar os acordos internacionais alcançados em várias cúpulas mundiais ao longo dos anos 90, a Declaração traz uma série de compromissos concretos que, se realizados no nos prazos fixados, deverão melhorar o destino da humanidade neste século.
    Nos anos 90 foram estabelecidas metas globais contra a pobreza. Desde então 700 milhões de pessoas a menos vivem no estado de pobreza extrema, regiões em desenvolvimento alcançaram 91% de matriculas na educação primária. 2,6 bilhões de pessoas tiveram acesso e aprimoraram os recursos de água potável. O numero de novos infectados pelo HIV caíram 40%. Mas muito ainda deve ser feito. 2015 é o ano da ação global, os objetivos de desenvolvimento do milênio são muitos, dentre eles o desenvolvimento sustentável para acabar com todas as formas de pobreza mapeando um futuro digno para todas as pessoas independentemente de seu país de origem. Essas são metas de transformação do mundo até 2030, pois a união faz a força para construir um futuro brilhante.
    O Desenvolvimento Sustentável ,será debatido na cúpula de desenvolvimento sustentável, reunião que terá como objetivo a propositura das contribuições dos estados-membros. O Objetivo do Desenvolvimento do milênio foi iniciado em 2000 com foco em 2 grandes problemas, a pobreza e a fome. Nessa nova agenda, com prazo até 2030 abrangem muito mais temas. É gratificante ver que os resultados vieram, mas sabemos também que com o passar dos anos novos problemas aparecem e se agravam, como a questão climática, que será um assunto discutido com urgência em reunião em Paris em Dezembro de 2015- reunião já realizada.

  51. A ONU foi criada logo após a segunda guerra mundial, e dentre os seus objetivos estava o de melhorar em certo ponto a humanidade e evitar possíveis novos confrontos entre as grandes potencias.
    Estados-membros da ONU enfrentassem os diversos problemas mundiais. Naquele dia , 189 países, incluindo Portugal, assumiram o compromisso de executar uma agenda global para promoção da paz, dos direitos humanos e do desenvolvimento, resultando na Declaração do Milénio, cujo os objetivos eram um conjunto de metas pactuadas pelos governos com a finalidade de tornar o mundo um lugar mais justo, solidário e melhor para se viver.
    A união de todos estes países se dá pelo objetivo em comum existente entre eles: a busca pela paz e o desenvolvimento mundial. A participação de todos os membros é voluntária, sendo importante salientar que, para ser manter um participante deve-se aceitar e estar apto a seguir os compromissos presentes na Carta da ONU. O não cumprimento destas obrigações pode acarretar na suspensão do país, isto é, a expulsão acontece por ação do Conselho de Segurança sempre que houver a violação de preceitos seguidos pela instituição.
    Organização promove meios para relacionamento pacífico entre entes de Direito Internacional e, contando com a ajuda de seus participantes, tenta aproximar as nações de um estado de bem comum, sem privar qualquer indivíduo.

  52. É realmente difícil mudar os paradigmas do desenvolvimento, ainda substancialmente dominado pelo econômico sobre o social e ecológico. Por isso, qualquer análise contundente sobre os Objetivos do Desenvolvimento do Milênio – ODM –(a Agenda 2030 ) se apresenta como uma esperança civilizatória. Os objetivos do desenvolvimento sustentável nos desafiam a mudar paradigmas, a regular interesses privados para garantir que o interesse público prevaleça. A ética na política exige que os Estados, antes de tudo, prestem contas e priorizem suas populações, não apenas as classes que dominam, política e economicamente, as pessoas e o planeta. Os discursos das lideranças reforçaram o potencial da Agenda 2030. Nela articulam-se agendas bem mais complexas, a partir de um diagnóstico de que políticas alinhadas à desregulação financeira, ao endividamento público, e ao aumento da poluição apenas expandiram as desigualdades, a pobreza, a violência e a insatisfação social.
    Assim, questionar esse modelo de desenvolvimento insustentável e falido é uma das oportunidades também em âmbito nacional na minha opinião. O preâmbulo da agenda 2013 é perfeito, cabe a cada país interpretá-lo, enxergar seus problemas e buscar se enquadrar a um outro modelo de desenvolvimento social e econômico. Alinhar-se a “Agenda 2030” e a outros compromissos internacionais, exigiria a coragem de optar por uma política tributária progressiva, de obrigar grandes empresas, corporações nacionais e transnacionais, a atuarem sob o marco dos direitos humanos e ambientais.

  53. Estabelecidos em 2000 pela Organização das Nações Unidas (ONU), com o apoio de 191 países, os Objetivos do Milênio são: 1) acabar com a fome e a miséria; 2) oferecer educação básica de qualidade para todos; 3) promover a igualdade entre os sexos e a autonomia das mulheres; 4) reduzir a mortalidade infantil; 5) melhorar a saúde das gestantes; 6) combater o HIV/Aids, a malária e outras doenças; 7) garantir qualidade de vida e respeito ao meio ambiente; 8) estabelecer parcerias para o desenvolvimento. Podemos considerar que as políticas públicas implantadas no Brasil contribuíram para a situação mais favorável em que nos encontramos, conseguindo cumprir total ou parcialmente a maioria deles. Os países signatários fizeram um conjunto de mudanças que já geraram ótimos resultados, como 700 milhões de pessoas a menos vivendo em situação de extrema pobreza, um aumento considerável de matrículas de crianças nas regiões em desenvolvimento. Contudo ainda há muita coisa a ser realizada e muito trabalho pela frente se almejamos alcançar as metas traçadas para o ano de 2030, e isso só será possível caso a sociedade, governos e órgãos internacionais atuem em conjunto para construirmos um planeta mais humano, digno e sustentável.

  54. Por se tratar de uma instituição tão importante e com várias áreas de atuação, a ONU possui diversos setores,e cada um desempenha seu papel específico. Assembleia Geral:Exerce a função de discutir e analisar as propostas em questão e decidi-las pelo voto. Conselho de segurança:Encarregado da manutenção da paz e da segurança mundial. Secretario Geral:Administra os programas e as políticas elaborados pelos órgãos da ONU e organiza os dados sociais e econômicos. Conselho econômico e Social:Coordena os trabalhos econômicos sociais da ONU.

Comente esta notícia!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s