Los ACFI: un ajuste en la política exterior de Brasil


GPPM: Analises da Conjuntura econômica e política internacional

por Esteban Actis[i]

El objetivo de cualquier política exterior radica en “traducir necesidades internas en oportunidades externas”, aseveró alguna vez el diplomático Celso Lafer[ii]. Dicha definición nos ayuda a comprender un importante acontecimiento que sucedió días atrás en torno a la estrategia internacional de Brasil,  el cual ha tenido poca trascendencia en los distintos medios de comunicación. En el marco de su gira africana, el Ministro de Relaciones Exteriores, Embajador Mauro Viera, firmó dos Acordo de Cooperação e Facilitação de Investimentos (ACFI) con Angola y Mozambique. Los mismos habían sido diseñado y propuestos por el gobierno de Rousseff en los últimos meses del año 2013[iii]. Los ACFI, que deben ser ratificados por el Congreso, formar parte del universo –más allá de denominación y características- conocido como Tratados Bilaterales de Inversiones (TBI), los cuales intentan ser una herramienta política y jurídica para promover y proteger las…

Ver o post original 685 mais palavras

Publicado em Relações Internacionais por Luiz Albuquerque. Marque Link Permanente.

Sobre Luiz Albuquerque

O Núcleo de Estudos sobre Cooperação e Conflitos Internacionais (NECCINT) da Universidade Federal de Ouro Preto em parceria com as Faculdades Milton Campos, sob a coordenação do professor Luiz Albuquerque, criou o Observatório de Relações Internacionais para servir como banco de dados e plataforma de pesquisas sobre relações internacionais e direito internacional . O site alimenta nosso trabalho de análise de conjunturas, instrumentaliza nossas pesquisas acadêmicas e disponibiliza material para capacitação profissional. Mas, além de nos servir como ferramenta de trabalho, este site também contribui para a democratização da informação e a promoção do debate acadêmico via internet.

Uma resposta em “Los ACFI: un ajuste en la política exterior de Brasil

  1. Os acordos de cooperação e facilitação de empreendimentos são valia de essencial aos governos em face da crise econômica, a fim de desvincilhar dos métodos comuns de mercado. Nesse passo, não recebo com espanto a afirmação de mudança da política externa brasileira quantos referidos, na medida que, nas últimas décadas, o país passou a figurar em um pólo de importância quanto aos mercados emergentes, ora como fomentador, ora como receptor.

Comente esta notícia!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s