39 respostas em “Organização das Nações Unidas

  1. Boa Tarde…
    Sou a Susana, filha de caboverdianos, moro na Ilha do Pico onde desenvolvo um projecto de teatro comunitário..
    Desde há muito tempo gostaria de me encontrar a par de eventuais cursos e formações implementadas pela O.N.U.
    Sabe-me indicar algumas fontes ou meios para lá chegar?
    Obrigada e tudo de bom,
    Susana

    • Cara Susana,
      É um prazer recebê-la em nosso Observatório. Mas não tenho notícias específicas sobre isso. Você deve encontrar tudo o que precisa no próprio site da ONU. Em breve, teremos novos pesquisadores. E um deles ficará por conta da ONU. Entre em contato conosco novamente em março (neccint@ufop.br) que talvez tenhamos novidades.
      Atenciosamente,
      Luiz Albuquerque

  2. Caro Luíz..
    Que pena.. só agora vi a sua resposta.. no entanto já estamos em Junho.. não sei se ainda irei a tempo.. bom.. mas mais que não seja para agradecer as suas palavras..
    Até breve, Susana

  3. A Organização das Nações Unidas, alvo de muitas negociações internaciionais que se formalizam através de tratados. Hoje, reconhecemos a importancia cada vez mais ampla do direito internacional e como forma de instrumentalizar essas negociações nada mais apropriado que a formalidade dos Tratados Internacionais

  4. Segundo Luiz Alburque, Tratado é todo acordo formal concluído entre sujeitos de direito internacioanal público, e destinado a produzir efeitos jurídicos(estabelecer direitos e obrigações entre as partes).
    Complementação do comentário anterior.

  5. Segundo Luiz Albuquerque, Tratado é todo acordo formal concluído entre sujeitos de direito internacioanal público, e destinado a produzir efeitos jurídicos(estabelecer direitos e obrigações entre as partes).
    Complementação do comentário anterior.

  6. A Organização das Nações Unidas, oficialmente criada em 24 de outubro de 1945, ao fim da Segunda Guerra Mundial, tem por objetivo, basicamente, unir todas as nações do mundo em prol da paz, desenvolvimento e segurança internacional. Consagra os princípios da justiça, dignidade da pessoa humana e bem-estar de todos. Porém, ao levar em conta a composição do Conselho de Segurança, cujos cinco membros permanentes são os Estados Unidos, China, Reino Unido, França e Rússia, questiona-se sua atuação como defensora da ordem política internacional ou se realizadora dos objetivos perseguidos pela “hegemonia” de alguns países. Como organização internacional mais importante no cenário mundial, em tese, deveria propiciar a participação multilateral de todos os países, garantindo representação efetiva dos mesmos e aplicação das diretrizes de direito internacional; contudo, não é o que se observa na prática. Trata-se de organização altamente politizada, deixando os interesses dos países não-pertencentes ao Conselho permanente à mercê das decisões proferidas pelo mesmo. Por que o Brasil, já considerado ascendente potência mundial, principalmente quanto à atuação dos últimos governantes brasileiros, os quais desempenharam tão bem missões pacificadoras em meio a conflitos internacionais, principalmente juntos aos países africanos e asiáticos, não possui um papel tão representativo na cúpula das Nações Unidas quanto os já mencionados?

  7. No Brasil, a ONU está representado por diversas agências, fundos, programas e outros escritórios da Organização que desenvolvem suas atividades de forma coordenada.
    A forma de apoio que o Sistema das Nações Unidas dá ao Brasil muda de uma agência para outra, já que elas desenvolvem no País as tarefas indicadas por seus respectivos mandatos e atuam em áreas específicas. Mas, em geral, estas representações trabalham em parceria entre elas, e desenvolvem projetos em conjunto com o governo – tanto em nível federal como estadual e municipal -, com a iniciativa privada, instituições de ensino, ONGs e a sociedade civil brasileira, sempre com o objetivo de buscar, conjuntamente, soluções para superar os desafios e dificuldades presentes na criação e implementação de uma agenda comum em favor do desenvolvimento humano.
    Vale frisar que a ONU tem objetivos diversos daquele para o qual todos pensam que ela foi criada: Solucionar conflitos provenientes ou que gerariam guerra.

  8. Seguindo na esteira da fracassada Liga das Nações (1919-1946) (da qual os Estados Unidos nunca se tornaram membro) a Organização das Nações Unidas foi criada em 1945 para manter a paz internacional e promover a cooperação internacional na solução dos problemas econômicos, sociais e humanitários. Foi fundada no dia 24 de outubro de 1945, em São Francisco, Estados Unidos.

    O encontro intitulado de Conferência de São Francisco, realizado entre os dias 25 e 26 de abril de 1945, tinha como finalidade debater acerca da substituição da Liga das Nações por um organismo mais completo e contar com a participação de todos os Estados independentes.

    Com a fundação da ONU, foram criados, conjuntamente, organismos internacionais especializados, dentre os principais estão: FMI (Fundo Monetário Internacional), BIRD (Banco Internacional de Reconstrução e Desenvolvimento), GATT (Acordo Geral de Tarifas e Comércio), OIT (Organização Internacional do Trabalho), FAO (Organização de Alimentação e Agricultura) e UNESCO (Organização das Nações Unidas para a Educação, Ciência e Cultura).

    No dia 10 de dezembro de 1948, uma Assembleia das Nações Unidas realizou a Declaração Universal de Direitos Humanos. Em 2009, o tema escolhido para comemorar o dia Internacional dos Direitos Humanos é “Acolha a diversidade, acabe com a discriminação”.

    Atualmente, podemos dizer claramente quais sao os seus objetivos: facilitar a cooperação em matéria de direito internacional, segurança internacional, desenvolvimento econômico, progresso social, direitos humanos e a realização da paz mundial.

  9. A Organização das Nações Unidas é uma organização internacional cujo objetivo declarado é facilitar a cooperação em matéria de direito internacional, segurança internacional, desenvolvimento econômico, progresso social, direitos humanos e a realização da paz mundial. A ONU foi fundada em 1945 após a Segunda Guerra Mundial para substituir a Liga das Nações, com o objetivo de deter guerras entre países e para fornecer uma plataforma para o diálogo. Ela contém várias organizações subsidiárias para realizar suas missões.
    O exercício dos direitos humanos foi a razão central para a criação da ONU. As atrocidades da Segunda Guerra Mundial e o genocídio levaram a um consenso que a nova organização deveria trabalhar para evitar tragédias semelhantes no futuro. O objetivo inicial era criar um quadro legal para considerar e agir sobre as denúncias sobre violações dos direitos humanos.
    Desde a sua fundação, tem havido muitos pedidos para reformar as Nações Unidas, apesar de pouco consenso sobre como fazê-lo. Alguns querem que a ONU desempenhe um papel maior ou mais eficaz nos assuntos mundiais, enquanto outros querem o seu papel reduzido a trabalho humanitário.
    Por se tratar de organização altamente politizada, deixa a desejar por não levar em conta os interesses dos países que não são membros do Conselho permanente, fazendo desses subordinados das decisões proferidas pelo mesmo. Seria de suma importância que o Brasil aumentasse sua zona de influencia na organização, já que o mesmo se mostrou, nos últimos anos, uma ascendente potência mundial, sendo levadas em conta suas atuações pacificadoras em meio a conflitos internacionais, principalmente juntos aos países como África e Ásia, por exemplo.

  10. O encontro intitulado de Conferência de São Francisco, realizado entre os dias 25 e 26 de abril de 1945, tinha como finalidade debater acerca da substituição da Liga das Nações por um organismo mais completo e contar com a participação de todos os Estados independentes. Assim nasce a Organização das Nações Unidas (ONU). Com a fundação da ONU, foram criados, conjuntamente, organismos internacionais especializados, dentre os principais estão: FMI (Fundo Monetário Internacional), BIRD (Banco Internacional de Reconstrução e Desenvolvimento), GATT (Acordo Geral de Tarifas e Comércio), OIT (Organização Internacional do Trabalho), FAO (Organização de Alimentação e Agricultura) e UNESCO (Organização das Nações Unidas para a Educação, Ciência e Cultura). A ONU possui a importante função de canalizar esforços para que os países no mundo possam manter uma correlação de forma sustentável e com o principal objetivo de evitar possíveis conflitos armados entre essas nações. Hoje a ONU, acaba por ser ampla e claramente manipulada pelos países que possuem maior poder econômico e com isso, acaba por destoar de seus objetivos primeiros.

  11. Conforme já mencionado, a ONU é a maior organização internacional existente, tendo como objetivo principal a criação de mecanismos que possibilitem a segurança internacional, desenvolvimento econômico, definição de leis internacionais, respeito aos direitos humanos e o progresso social.
    É mantida através de contribuições financeiras feitas pelos países membros, sendo que os que mais contribuem são Estados Unidos, Japão, Alemanha, Reino Unido, França, Canadá e Itália.
    Há dois níveis básicos de decisões dentro da ONU: a Assembleia Geral e o Conselho de Segurança. A Assembleia Geral conta com a participação de todos os membros, cuja decisão é tomada com a aprovação da maioria, em pelo menos dois terços. O segundo é constituído por 15 países membros, desses, cinco possuem atuação interrupta e dez com participação temporária. Os membros permanentes detêm o poder de veto, são eles Estados Unidos, Rússia, Reino Unido, França e China.
    Com a fundação da ONU, foram criados, conjuntamente, organismos internacionais especializados, dentre os principais estão: FMI (Fundo Monetário Internacional), BIRD (Banco Internacional de Reconstrução e Desenvolvimento), GATT (Acordo Geral de Tarifas e Comércio), OIT (Organização Internacional do Trabalho), FAO (Organização de Alimentação e Agricultura) e UNESCO (Organização das Nações Unidas para a Educação, Ciência e Cultura).

  12. A Organização das Nações Unidas, também conhecida pela sigla ONU, é uma organização internacional formada por países que se reuniram voluntariamente para trabalhar pela paz e o desenvolvimento mundiais.

    O preâmbulo da Carta das Nações Unidas – documento de fundação da Organização – expressa os ideais e os propósitos dos povos cujos governos se uniram para constituir as Nações Unidas:

    “Nós, os povos das Nações Unidas, resolvidos a preservar as gerações vindouras do flagelo da guerra, que, por duas vezes no espaço da nossa vida, trouxe sofrimentos indizíveis à humanidade, e a reafirmar a fé nos direitos fundamentais do homem, na dignidade e no valor do ser humano, na igualdade de direitos dos homens e das mulheres, assim como das nações grandes e pequenas, e a estabelecer condições sob as quais a justiça e o respeito às obrigações decorrentes de tratados e de outras fontes de direito internacional possam ser mantidos, e a promover o progresso social e melhores condições de vida dentro de uma liberdade mais ampla.”

    “E para tais fins praticar a tolerância e viver em paz uns com os outros, como bons vizinhos, unir nossas forças para manter a paz e a segurança internacionais, garantir, pela aceitação de princípios e a instituição de métodos, que a força armada não será usada a não ser no interesse comum, e empregar um mecanismo internacional para promover o progresso econômico e social de todos os povos.”

    “Resolvemos conjugar nossos esforços para a consecução desses objetivos. Em vista disso, nossos respectivos governos, por intermédio de representantes reunidos na cidade de São Francisco, depois de exibirem seus plenos poderes, que foram achados em boa e devida forma, concordaram com a presente Carta das Nações Unidas e estabelecem, por meio dela, uma organização internacional que será conhecida pelo nome de Organização das Nações Unidas.

  13. Recentemente foi disponibilizado artigo intitulado “uso coercitivo da força em ações humanitárias em favor das vítimas” no site do IRB. Por meio do referido artigo, discorria-se acerca da utilização coercitiva da força em prol dos direitos humanos, combatendo, por consequência, crimes contra a humanidade, tais como o genocídio, crimes de guerra e a chamada limpeza étnica.
    A autora, Márcia Canário de Oliveira, partiu da premissa de que os direitos das vítimas deveriam se sobrepor a qualquer outro interesse.
    Diante disso, no quinto ano da década de quarenta foi criada a Organização das Nações Unidas, que, por sua vez, deu ensejo à formação de um mecanismo de segurança coletiva denominado Conselho de Segurança das Nações Unidas.
    O mencionado órgão tem legitimidade para autorizar o uso da coerção militar, excetuando-se a hipótese em que há o exercício do direito a legítima defesa, conforme preceitua o artigo 51 da Carta da ONU.
    Além disso, ainda sobre o tema, o Magistrado Cançado Trindade aponta adequadamente três vertentes da proteção jurídica internacional da ‘pessoa humana’, sendo estas os direitos humanitário, os direitos humanos, e os direitos dos refugiados. Aqui, poder-se-á parafrasear o que foi dito pelo Embaixador Pedro Motta, quando se referiu ao novo acordo ortográfico, pois, quando se trata de direitos humanos submetidos a lesão ou a perigo de lesão, não se pode adotar postura passiva e acomodada, devendo haver, na verdade, certa cooperação entre os Estados no sentido de se responsabilizarem pela segurança e proteção de cada um de seus cidadãos. Neste mesmo sentido é, conforme foi lembrado por Oliveira, o documento da cúpula do milênio (2005), n°138, segundo o qual “todo Estado tem a responsabilidade de proteger a sua população contra o genocídio, limpeza étnica e demais crimes contra a humanidade”.
    Assim sendo, havendo atuação conjunta entre Estados e a comunidade internacional- nos termos inclusive do n°139 do já citado documento da cúpula- possivelmente ter-se-á pelo menos uma redução, ainda que sensível, dos crimes cometidos contra o ser humano.

  14. Com cerca de aproximadamente 193 países-membros, Com uma sub divisão administrativa em: Assembleia Geral (assembleia deliberativa principal); o Conselho de Segurança (para decidir determinadas resoluções de paz e segurança); o Conselho Econômico e Social (para auxiliar na promoção da cooperação econômica e social internacional e desenvolvimento) a ONU ( organização das nações unidas ) é uma das organizações mais importante do planeta com objetivo de facilitar a cooperação entre os países, no âmbito da segurança internacional, do desenvolvimento econômico, do progresso social, dos direitos humanos e darealização da paz mundial.

  15. A ONU é uma organização internacional que teve sua origem, pode-se dizer, após a Segunda Guerra Mundial, substituindo a extinta Liga das Nações. O principal objetivo da criação do referido organismo foi o de promover a paz e evitar conflitos armados que causassem prejuízos vultosos seja na economia, política,mercado etc. Atualmente, a ONU conta com a participação de 193 países, sendo que é sediada em Nova York. Seus principais órgãos são o Conselho de Segurança , Conselho Econômico Social, Assembleia Geral e a Corte Internacional de Justiça. Em última análise, há que se afirmar que a principal motivação da crianção da ONU foi promover mecanismos internacionais capazes à proteger o exercício dos direitos humanos. Nesse diapasão, foi criada a Declaração Universal dos Direitos Humanos, obrigando aos países a garantir o respeito universal à dignidade de todos os cidadãos. É importante ressaltar que a referida Declaração dos Direitos do Humanos é instrumento importantíssimo na ordem jurídica brasileira, visto que a própria Constituição de 1988 em seus primeiros artigos que cuidam dos direitos e garantias individuais, coletivos e políticos tem por escopo proteger e garantir aqueles direitos já consagrados na referida Declaração dos Direitos Humanos.

  16. A Organização das Nações Unidas – ONU – consiste em um grande sistema de segurança coletiva. Ela surge no contexto da II Guerra Mundial em substituição à Liga das Nações, que não era provida de força para efetivar a paz e segurança em escala mundial. O presidente Roosevelt, um dos seus principais idealizadores, defendia atribuição de poder e força ao órgão tendo como escopo a manutenção da paz mundial. Como dos 193 países membros, apenas alguns dispões de verdadeira potencialidade bélica, foi instituído um Conselho de Segurança, órgão que seria o principal responsável em manter a segurança dos países membros e principal órgão para decidir sobre sanções aplicáveis pela violação das normas jurídicas da ONU.
    O problema: as potência só aceitariam criar essa organização se obtivessem controle sobre ela, para tanto foi criado um procedimento de tomada de decisão baseado na unanimidade dos países membros permanentes do Conselho. Ora, na prática, é muito difícil impor uma sanção jurídica aos países membros do CS, se eles mesmos podem votar pela sua não aplicação. Nesse sentido, os países membros permanente do CS gozam de certa liberdade para cometer atos jurídicos ilícitos sem importar com as consequências.

  17. Fundada após a Segunda Guerra Mundial substituindo a Liga das Nações, com o objetivo de deter guerra e facilitar o dialogo entre países . A organização internacional ONU, Organização das Nações Unidas, possui o objetivo de facilitar a cooperação e a relação do direito internacional, segurança internacional, desenvolvimento econômico, progresso social, direitos humanos e a realização da paz mundial. A Carta das Nações Unidas define como objetivos principais da ONU A Defesa dos direitos fundamentais do ser humano; Garantia da paz mundial, colocando-se contra qualquer tipo de conflito armado;Busca de mecanismos que promovam o progresso social das nações;Criação de condições que mantenham a justiça e o direito internacional.
    Existem 193 países-membros, incluindo quase todos os Estados soberanos do mundo. Sua sede principal fica na cidade de Nova Iorque e seus representantes definem, através de reuniões constantes, leis e projetos sobre temas políticos, administrativos e diplomáticos internacionais. A ONU está dividida em vários organismos administrativos como a Corte Internacional de Justiça, Conselho Econômico e Social e Assembleia Geral.

  18. A organização das nações unidas, ONU é constituída por governos da maioria dos países do mundo. É a maior organização internacional, cujo objetivo principal é criar e colocar em prática mecanismos que possibilitem a segurança internacional, desenvolvimento econômico, definição de leis internacionais, respeito aos direitos humanos e o progresso.
    A ONU é constituída por seis órgãos principais e vinculados além,de programas que atuam nas mais diversas áreas, da saúde à aviação. Os seis órgãos principais são: assembléia geral, conselho de segurança conselho de tutela, corte internacional de justiça e conselho econômico e social
    A ONU tem sido criticada por falhas notáveis. Em muitos casos, os Estados-Membros têm mostrado relutância em atingir ou cumprir as resoluções do Conselho de Segurança, uma questão que decorre da natureza intergovernamental da ONU, visto por alguns como uma simples associação de 192 Estados-Membros que devem chegar a um consenso, não como uma organização independente.
    Apesar de ser criticada, a ONU é indispensável para se manter a paz mundial, já que no âmbito do direito internacional, não há hierarquia entre os Estados soberanos, faz-se necessário uma organização como a ONU.

  19. A ONU Organização das Nações Humanas foi fundada em 24 de outubro de 1945, logo após a Segunda Guerra Mundial e é uma organização constituída por governos de diversos Estados do mundo tem como fundamento criar e colocar em prática mecanismos que possibilitem a segurança internacional, desenvolvimento econômico, definição de leis internacionais, respeito aos direitos humanos e o progresso social.
    Conta com 192 países membros em que cinco deles tais quais: Estados Unidos, China, Rússia, Reino Unido e França fazem parte do Conselho de Segurança e este pequeno grupo tem o poder de veto sobre qualquer resolução da ONU. A ONU está dividida em vários organismos administrativos como a Corte Internacional de Justiça, Conselho Econômico e Social, Assembleia Geral entre outros.

  20. A ONU (Organização das Nações Unidas) foi fundada em 1945, quando se definiu em sua Carta que, para seu melhor funcionamento, seus membros vindos de todo o mundo se comunicariam em seis idiomas oficiais: inglês, francês, espanhol, árabe, chinês e russo.
    Os principais objetivos da ONU são: manter a paz internacional, garantir os Direitos Humanos, promover o desenvolvimento socioeconômico das nações, incentivar a autonomia das etnias dependentes, além de tornar mais fortes os laços entre os países soberanos.
    Porém, o ex-secretário-geral da organização Kofi Annan, em uma entrevista ao noticiário “Estadão” afirmou que “A ONU é uma instituição do século 20 lutando contra problemas do século 21”. Isso quer dizer que mudanças climáticas, terrorismo transnacional, aids, atrocidades em massa, pobreza e pirataria são “problemas sem passaportes”. E exigem novas ideias e parcerias globais. Uma instituição nos moldes do século 20 será incapaz de enfrentar adequadamente esses problemas utilizando instrumentos institucionais e diplomáticos desgastados.
    Na história da ONU, O Brasil garantiu sua cadeira no Consellho de Segurança durante 20 anos. E se mostrou com novas ideias e posicionamentos durante várias reuniões da ONU, como no RIO+20 por exemplo. Se o Brasil aspira de fato um assento permanente no Conselho precisa liderar as mudanças que pretende e não somente espera-las. Acredito em uma reforma das Nações Unidas, mas exigirá muita determinação dos países membros e devidas sanções a quem descumpri-la.

  21. A Organização das Nações Unidas, criada em 1945, em decorrência do fim da Segunda Guerra Mundial teve como seu principal objetivo a cooperação internacional no âmbito da segurança nacional, desenvolvimento econômico, direito humanos e busca pela paz.. Ela veio em substituição à Liga das Nações, que foi um fracasso.
    Existem atualmente 193 membros que fazem parte dessa organização, o que inclui quase todos Estados soberanos do planeta (aliás, para certos membros, o que os denomina países propriamente ditos é fato de serem reconhecidos como tal pela ONU). Desses membros, 5 (EUA, China, Rússia, França e Reino Unido) são membros permanentes do Conselho de Segurança, que é coração dessa Organização. É o Conselho quem decide sobre as atividades da Organização, sejam elas de qualquer natureza (política, econômica, social…) pois exclusivamente ao Conselho é garantido o Poder de Veto, que é o que põe o ponto final nas decisões. Há também os membros temporários do conselho, que são 10. Sendo assim, o Conselho é composto de 15 países.
    Entretanto, ao verificar o regimento da organização, bem como suas reiteradas atitudes do ponto de vista político, percebe-se que a presença do voto dos membros permanentes é peça-chave para qualquer decisão.
    Entre outros órgãos, podemos destacar o secretariado, chefiado pelo Secretário Geral ( Atualmente o Sul- Koreano Ban Ki-Moon), o Tribunal Internacional de Justiça, Conselho Econômico e Social e Conselho de Direitos Humanos.
    Importante também destacarmos a Assembleia-Geral, que é a principal assembleia deliberativa Nações Unidas, composta por todos os Estados membros. Lá são tratadas questões importantes, porém as decisões não têm efeito vinculante.

  22. Após o fracasso da Liga das Nações, a Organização das Nações Unidas foi criada para manter a paz internacional e promover a cooperação internacional em se tratando de desenvolvimento econômico, progresso social, segurança internacional, direitos humanos e a realização da paz mundial.
    Visa impedir guerra entre países e para fornecer um espaço para o diálogo. Vale dizer que ela contém várias organizações subsidiárias para realizar suas missões.
    É composta atualmente por 193 países membros, sendo que estão inclusos quase todos os Estados de maior influencia mundial.
    A estruturação da organização baseia-se em cinco principais órgãos: a Assembleia Geral, o Conselho de Segurança, o Conselho Econômico e Social, o Secretariado e o Tribunal Internacional de Justiça.
    A assembléia geral, como o próprio nome diz, é a assembléia deliberativa principal; o conselho de segurança tem a função de decidir determinadas resoluções de paz e segurança; o conselho econômico e social auxilia na promoção da cooperação econômica e social internacional e desenvolvimento; o secretariado fornece estudos, informações e facilidades necessárias para a ONU; e o tribunal internacional de justiça, que é o principal órgão judicial das Nações Unidas.

  23. A ONU (Organização das nações unidas), é uma organização internacional formada por países que se reuniram voluntariamente para trabalhar pela paz e desenvolvimentos mundiais.
    A carta das nações unidas, documento de fundação da organização, expressa os ideias e os propósitos dos povos cujos governos se uniram para constituir as nações.
    Ela foi fundada em de outubro de 1945, e ficou definida na carta que para seu melhor funcionamento, seus membros, vindos de todos os cantos do planeta, se comunicariam por meio de seis idiomas, sendo eles inglês, francês, espanhol, árabe, chinês e russo.
    Ainda de acordo com o que se definiu na carta, para que a onu pudesse atender seus múltiplos mandatos, teriam seis órgãos principais: a assembleia geral, o conselho de segurança, o conselho econômico e social, o conselho de tutela, a corte internacional de justiça e o secretariado.
    O secretario geral da onu, é o símbolo dos ideais das nações unidas e porta voz dos interesses dos povos do mundo, principalmente dos mais pobres e vulneráveis.

  24. Os propósitos da Organização das Nações Unidas vêm indicados, tanto no preâmbulo de sua Carta constitutiva, quanto no art. 1º desse mesmo instrumento. Em síntese, pode-se dizer que suas instenções substanciam-se em:
    * manter a paz e a segurança internacionais;
    * desenvolver relações amistosas entre as nações;
    * realizar a cooperação internacional para resolver os problemas mundiais de caráter econômico, social, cultural e humanitário, promovendo o respeito aos direitos humanos e às liberdades fundamentais;
    * ser um centro destinado a harmonizar a ação dos povos para a consecução desses objetivos comuns.

    As Nações Unidas agem de acordo com os seguintes princípios:

    * a Organização se baseia no principio da igualdade soberana de todos seus membros;
    * todos os membros se obrigam a cumprir de boa fé os compromissos da Carta;
    * todos deverão resolver suas controvérsias internacionais por meios pacíficos, de modo que não sejam ameaçadas a paz, a segurança e a justiça internacionais;
    * todos deverão abster-se em suas relações internacionais de recorrer à ameaça ou ao emprego da força contra outros Estados;
    * todos deverão dar assistência às Nações Unidas em qualquer medida que a Organização tomar em conformidade com os preceitos da Carta, abstendo-se de prestar auxílio a qualquer Estado contra o qual as Nações Unidas agirem de modo preventivo ou coercitivo;
    * cabe às Nações Unidas fazer com que os Estados que não são membros da Organização ajam de acordo com esses princípios em tudo quanto for necessário à manutenção da paz e da segurança internacionais;
    * nenhum preceito da Carta autoriza as Nações Unidas a intervir em assuntos que são essencialmente da alçada nacional de cada país.

    É importante lembrar que no art. 103 da Carta das Nações Unidas contém uma cláusula de supremacia da própria Carta da ONU, ao estabelecer que em caso de conflito entre as obrigações contra[idas pelos membros das Nações Unidas em virtude da referida Carta e suas obrigações contraídas em virtude de qualquer outro acordo internacional, deverá prevalecer as obrigações impostas pela Carta da ONU: ” No caso de conflito entre as obrigações dos membros das Nações Unidas em virtude da presente Carta e as obrigações resultantes de qualquer outro acordo internacional, prevalecerão as obrigações assumidas em virtude da presente Carta.” Tal dispositivo coloca, portanto, a Carta das Nações Unidas no ápice da hierarquia que detêm as normas constitucionais em relação às leis e demais normas infraconstitucionais do Direito Interno estatal.

  25. Levando em consideração o fracasso completo da Liga das Nações na tentativa de evitar guerras, tiveram a intenção de estabelecer, em período não muito longo de tempo, uma organização internacional de caráter geral e fundada na igualdade soberana de todos os Estados pacíficos; que tivesse um propósito da manutenção da paz e da segurança internacionais.
    Praticamente todo o sistema das Nações Unidas foi estabelecido com base no princípio da segurança coletiva mundial, segundo o qual a paz internacional só pode ser alcançada respeitando-se certos parâmetros mínimos de convivência entre os Estados, entre elas a segurança e proteção dos direitos humanos.
    Para o alcance dos objetivos contidos em sua Carta, as Nações Unidas foram organizadas em diversos órgãos, os principais são a Assembléia-Geral, o Conselho de Segurança, a corte internacional de Justiça, o conselho de Tutela, o secretariado e o Conselho Econômico e Social.
    A Assembléia-Geral da ONU se manifesta por meio de resoluções, declarações ou recomendações, de efeito não-vinculante aos seus Estados-membros, Estas são diferentes das decisões do Conselho de Segurança, que tem força cogente e são de cumprimento obrigatório.
    A admissão de quaisquer Estados como membros das Nações Unidas é efetuada por decisão da Assembléia-Geral mediante recomendação do Conselho de Segurança.
    Atualmente a Organização das Nações Unidas é composta por 193 Estados Membros. Reúnem-se na Assembleia Geral, que é a coisa mais parecida com um parlamento mundial.
    O Secretariado das Nações Unidas é chefiado pelo Secretário-Geral. O logótipo da ONU representa o mundo rodeado por ramos de oliveira, símbolo da paz.

  26. A ONU, atualmente a maior e mais influente Organização Internacional, com cerca de 193 países membros tem importância crucial na celeridade no que tange o Direito Internacional.

    A ONU, possui como principal método de sua concepção a “Carta das Nações Unidas” inicialmente assinada por 51 países, que se tornariam membros. Com esta, a ONU foi oficialmente criada na data de 24 de Outubro de 1945, começando assim um enorme processo de fomentar as relações intercontinentais, em diversos campos, dentre eles pode-se destacar o Financeiro, Segurança e Humanitário.

    É inegável o tempo e o poder gerado pelas decisões proferidas pelos conselhos da ONU, que promovem reflexos em todo o Globo, e mais, em grande maioria contemplam benefícios para aqueles que serão operados, desde uma pequena ajuda pontual ou até a resolução de conflitos bélicos são discutidos, mantendo-se assim uma segurança diplomática e econômica que deve ser preservada.

    A ONU possui em sua organização cinco orgãos principais, são eles: A Assembléia Geral, O Conselho de Segurança, O Secretariado e o Tribunal Internacional de Justiça.

    A Assembléia é o orgão deliberativo, onde os países membros se reunem para tomar decisões acercas dos temas da pauta, que são decididas por maioria de 2/3 dos presentes acerca variados temas, como por exemplo orçamentos ou diretrizes para manutenção de Paz.

    O Conselho de Segurança, como o próprio nome diz, é dirigido por 15 países membros, sendo 5 permanentes( Russia, EUA, França, China e Reino Unido ) e outros 10 membros temporários. Como o próprio nome sugere, o Conselho de Segurança tem a capacidade de vincular os membros signatários da Carta das Nações Unidas à seguir suas deliberações, que visam a manter a paz mundial.

    O Secretariado, em um breve resumo, é de suma importância, pois é o órgão capacitado para alimentar o banco de informações da ONU, para que assim possa-se criar os temas que serão discutidos na Assembléia Geral ou em outro Orgãos da ONU.

    O Tribunal Internacional de Justiça, tem como função resolver litígios internacionais acerca de decisões bi ou multilaterais envolvendo os países membros, de forma que suas decisões tem poder vinculativo e a faculdade de manter o mais justo possível entendimento acerca do problema enfrentado por tais membros. Assim evita-se uma subjetividade sobre as manifestações dadas pelos países, resolvendo-se assim problemas com menor fervor emocional ou subjetivo.

  27. A ONU, Organização das Nações Unidas, foi criada em 1945 com o objetivo de evitar guerras, a partir da instituição de um organismo multinacional capaz de impor sanções aos países que violassem a paz, tendo em vista que a Liga das Nações, criada em 1919, não conseguiu evitar a segunda guerra mundial.
    O interesse das potencias em criar essa organização ocorreu devido a possibilidade de controla-lá, já que a mesma poderia se voltar contra os interesses dos países que a instituíram. Como não é possível todas, ao mesmo tempo, controlar o que a instituição deve fazer, determinou-se que cada membro do conselho permanente de segurança tem o poder de decidir o que esse organismo não irá fazer, o que se materializou no poder de veto.

  28. Fundada em 24 de outubro de 1945, na cidade de São Francisco, na Califórnia, a Organização das Nações Unidas, ou ONU, é uma organização constituída por governos da maioria dos países do mundo. Vale dizer que é a maior organização internacional, e seu objetivo principal é criar e colocar em prática mecanismos que possibilitem a segurança internacional, desenvolvimento econômico, definição de leis internacionais, respeito aos direitos humanos e o progresso social. Logo após a Segunda Guerra Mundial, quando foi fundada, contava com a participação de 51 nações. Ainda no clima do pós-guerra, a ONU procurou desenvolver mecanismos multilaterais para evitar que um novo conflito armado mundial ocorresse. Atualmente, conta com 192 países membros, sendo que cinco deles (Estados Unidos, China, Rússia, Reino Unido e França) fazem parte do Conselho de Segurança. Este pequeno grupo tem o poder de veto sobre qualquer resolução da ONU, além de caráter de permanência no conselho de segurança. A Carta das Nações Unidas define como objetivos principais da ONU a defesa dos direitos fundamentais do ser humano; garantir a paz mundial, colocando-se contra qualquer tipo de conflito armado; a busca de mecanismos que promovam o progresso social das nações; e a criação de condições que mantenham a justiça e o direito internacional.

  29. Nascida oficialmente a 24 de Outubro de 1945,a Organização das Nações Unidas tem como objetivo é unir todas as nações do mundo em prol da paz e do desenvolvimento, com base nos princípios de justiça, dignidade humana e bem-estar de todos. Dá aos países a oportunidade de tomar em consideração a interdependência mundial e os interesses nacionais na busca de soluções para os problemas internacionais. Muitas das transformações econômicas e sociais que têm ocorrido no mundo desde 1945 têm sido significativamente influenciadas pelo trabalho das Nações Unidas. Como centro global para construção de consensos, a ONU definiu prioridades e metas para a cooperação internacional na ajuda aos esforços de desenvolvimento e na promoção de uma economia global mais justa. Dentre seus trabalhos, a ONU cria esforços para acelerar o desenvolvimento na África, que tem 39 dos mais pobres países do mundo,asssim, o sistema da ONU trabalha em estreita colaboração com a Nova Parceria para o Desenvolvimento da África (NEPAD), uma iniciativa da União Africana, que serve como estrutura de apoio internacional para o desenvolvimento africano.

  30. A Organização das Nações Unidas foi fundada em 1945 e é constituída por governos da maioria dos países do mundo. É a maior organização internacional, cujo objetivo principal é criar e colocar em prática mecanismos que possibilitem a segurança internacional, desenvolvimento econômico, definição de leis internacionais, respeito aos direitos humanos e o progresso. Na história da ONU, O Brasil garantiu sua cadeira no Conselho de Segurança durante 20 anos.
    Seus principais objetivos da ONU são: manter a paz internacional, garantir os Direitos Humanos, promover o desenvolvimento socioeconômico das nações, incentivar a autonomia das etnias dependentes, além de tornar mais fortes os laços entre os países soberanos. A ONU é constituída por seis órgãos principais e vinculados além,de programas que atuam nas mais diversas áreas, da saúde à aviação. Os seis órgãos principais são: assembleia geral, conselho de segurança conselho de tutela, corte internacional de justiça e conselho econômico e social
    A ONU tem sido criticada por falhas notáveis. Em muitos casos, os Estados-Membros têm mostrado relutância em atingir ou cumprir as resoluções do Conselho de Segurança, uma questão que decorre da natureza intergovernamental da ONU, visto por alguns como uma simples associação de 192 Estados-Membros que devem chegar a um consenso, não como uma organização independente. O problema: as potência só aceitariam criar essa organização se obtivessem controle sobre ela, para tanto foi criado um procedimento de tomada de decisão baseado na unanimidade dos países membros permanentes do Conselho. É indispensável para se manter a paz mundial, já que no âmbito do direito internacional, não há hierarquia entre os Estados soberanos, faz-se necessário uma organização como a ONU.

  31. Conciliando os interesses particulares de cada estado, as Nações Unidas tentaram criar uma ordem mundial baseada no acordo e na cooperação. Embora seus objetivos pacificadores e humanitários nem sempre tenham sido atingidos, as conquistas da organização em diversos campos das relações internacionais têm contribuído para amenizar a desigual distribuição do poder e da riqueza entre os países.
    A Organização das Nações Unidas (ONU) é a organização internacional fundada em 1945 com o objetivo de manter a paz e a segurança internacionais; estabelecer relações cordiais entre as nações do mundo, obedecendo aos princípios da igualdade de direitos e da autodeterminação dos povos; e incentivar a cooperação internacional na resolução de problemas econômicos, sociais, culturais e humanitários. Apesar do sentido democrático e universalista que orienta seus objetivos e princípios, o poder de veto atribuído aos cinco membros permanentes do Conselho de Segurança impediu muitas vezes uma ação eficaz nos conflitos bélicos ocorridos depois da segunda guerra mundial.
    A evolução histórica das Nações Unidas foi determinada durante quase meio século pela “guerra fria” e pela rivalidade entre os dois grandes blocos econômico-políticos então existentes: o capitalista e o socialista. Essa situação perdurou durante aproximadamente meio século, ou seja, até a dissolução da União Soviética, no início da década de 1990.

  32. ONU (Organização das Nações Unidas) foi criada em 1945 para substituir o fracasso da Liga das Nações após a Segunda Grande Guerra, com a função de facilitar a cooperação em matéria de direito internacional, segurança internacional, desenvolvimento econômico, progresso social, direitos humanos e a realização da paz mundial.
    Atualmente existem 193 países membros, o que corresponde a quase todos os Estados soberanos do mundo.
    A organização está dividia em instâncias administrativas, principalmente: Assembleia Geral, o Conselho de Segurança, o Conselho Econômico e Social, o Conselho de Direitos Humanos e o Secretariado. Também é complementa órgãos de outras agências como: a Organização Mundial de Saúde (OMS), o Programa Alimentar Mundial (PAM) e o Fundo das Nações Unidas para a Infância (UNICEF).
    O Conselho de Segurança é composto por 15 Estados-membros, sendo 5 membros permanentes – China, França, Rússia, Reino Unido e Estados Unidos – e por 10 membros temporários, atualmente a Áustria, Bósnia e Herzegovina, Brasil, Gabão, Japão, Líbano, México, Nigéria, Turquia e Uganda, porém somente os membros permanentes tem o poder de veto.

  33. Criada após a Segunda Guerra Mundial, a Organização das Nações Unidas, doravante designada como ONU, substituiu a Liga das Nações. Durante a Conferência de São Francisco, nos Estados Unidos da América (EUA), foi elaborada a Carta das Nações Unidas, assinada em 26 de junho de 1945 e ratificada por 51 países no dia 24 de outubro de 1945, data que marca a oficialização da ONU. Atualmente (2011), essa organização é formada por 192 países e sua sede está localizada na cidade de Nova Iorque, EUA. A ONU tem como objetivo manter a paz mundial, defender os direitos humanos e as liberdades fundamentais e promover o desenvolvimento socioeconômico dos países, atuando na política, economia e projetos sociais. Os empréstimos e as doações realizadas pelo órgão são de aproximadamente 25 bilhões de dólares por ano, destinados principalmente aos países em desenvolvimento, conforme pesquisa desenvolvida pelo The New York Time. Porém, esses empréstimos intensificam a dívida externa de várias nações. Outro ponto bastante criticado no órgão é a divisão do poder, visto que um dos princípios básicos da ONU é a igualdade entre os países. Contudo, desde sua criação, as nações vencedoras da Segunda Guerra Mundial centralizam as decisões do órgão, sobretudo os EUA. O Conselho de Segurança da ONU, responsável pela aprovação das missões de paz, ações armadas e embargos, possui apenas cinco membros permanentes (Estados Unidos, Reino Unido, França, Rússia e China), detentores do poder de veto, ou seja, qualquer ação importante da ONU tem que ser aprovada por esses países. O conselho é composto por outros 10 membros rotativos, que são eleitos por períodos de dois anos, porém, eles não têm o mesmo poder de decisão. Esse órgão é o mais importante da organização, pois suas resoluções devem ser respeitadas obrigatoriamente por todos os Estados-membros. Recentemente, a comunidade internacional tem feito diversas criticas ao modelo atual do Conselho, devido aos casos de utilização de maneira indevida do veto. Além disso, a utilização do veto é um desrespeito ao princípio da igualdade entre os membros. Fica claro assim a necessidade da aprovação de um dos modelos de reforma. Apesar de ser criticada, a ONU é indispensável para se manter a paz mundial, já que no âmbito do direito internacional, não há hierarquia entre os Estados soberanos, faz-se necessário uma organização como a ONU.

  34. A Organização das Nações Unidas (ONU), fundada em 1945, é uma organização internacional formada por países que se reuniram voluntariamente para trabalhar pela paz e o desenvolvimento mundiais.
    Depois da II Guerra Mundial, que devastou dezenas de países e tomou a vida de milhões de seres humanos, existia na comunidade internacional um sentimento generalizado de que era necessário encontrar uma forma de manter a paz entre os países. Porém, a ideia de criar a ONU não surgiu de uma hora para outra. Foram necessários anos de planejamento e dezenas de horas de discussões antes do surgimento da Organização.
    O nome Nações Unidas foi concebido pelo presidente norte-americano Franklin Roosevelt e utilizado pela primeira vez na Declaração das Nações Unidas, de 1º de janeiro de 1942, quando os representantes de 26 países assumiram o compromisso de que seus governos continuariam lutando contra as potências do Eixo.
    A Carta das Nações Unidas foi elaborada pelos representantes de 50 países presentes à Conferência sobre Organização Internacional, que se reuniu em São Francisco de 25 de abril a 26 de junho de 1945
    As Nações Unidas, entretanto, começaram a existir oficialmente em 24 de outubro de 1945, após a ratificação da Carta por China, Estados Unidos, França, Reino Unido e a ex-União Soviética, bem como pela maioria dos signatários. 0 24 de outubro é comemorado em todo o mundo como o “Dia das Nações Unidas”.
    Durante a primeira reunião da Assembléia Geral que aconteceu na capital do Reino Unido, Londres, em 1946, ficou decidido que a sede permanente da Organização seria nos Estados Unidos. Em dezembro de 1946, John D. Rockefeller Jr. ofereceu cerca de oito milhões de dólares para a compra de parte dos terrenos na margem do East River, na ilha de Manhattan, em Nova York. A cidade de NY ofereceu o restante dos terrenos para possibilitar a construção da sede da Organização.
    Hoje em dia, a estrutura central da ONU fica em Nova York, com sedes também em Genebra (Suíça), Viena (Áustria), Nairóbi (Quênia), Addis Abeba (Etiópia), Bangcoc (Tailândia), Beirute (Líbano) e Santiago (Chile), além de escritórios espalhados em grande parte do mundo.
    A presença da ONU em cada país varia de acordo com as demandas apresentadas pelos respectivos governos ante a Organização. No Brasil, as Nações Unidas têm representação fixa desde 1947 e está representado por agências especializadas, fundos e programas que desenvolvem suas atividades em função de seus mandatos específicos.

  35. Primeiramente, deve-se entender que um dos objetivos da Organização das Nações Unidas foi o de proteger as pessoas mais vulneráveis e oprimidas.
    A Organização das Nações Unidas (ONU) foi fundada em 24 de outubro de 1945, a fim de substituir a Liga das Nações, pretendendo deter guerras entre países e possibilitar um diálogo. Pode-se atestar que trata-se da maior organização internacional, com o intuito, principalmente, de criar mecanismos que possibilitem uma segurança internacional, desenvolvimento econômico e respeitos aos direitos humanos.
    Afirma-se, atualmente, que a Organização das Nações Unidas (ONU) conta com 193 países membros e a sede principal da Organização localiza-se na cidade de São Francisco, Estados Unidos. Ademais, vale dizer que a Organização das Nações Unidas conta com diversos organismos administrativos, tais como: Assembleia Geral; Conselho de Segurança; Conselho Econômico e Social; Conselho de Direitos Humanos; Secretariado; Tribunal Internacional de Justiça.

  36. O principal órgão judicial da ONU é a Corte Internacional de Justiça, estabelecida pela Carta das Nações Unidas em 1945 e com início das atividades em Abril de 1946. A sede do Tribunal é no Palácio da Paz em Haia, Holanda e, dos seis principais órgãos das Nações Unidas, é o único que não está localizado em Nova Iorque (EUA). Suas línguas oficiais são o Inglês e o Francês.
    O Tribunal é composto por 15 juízes, que são eleitos para mandatos de nove anos pela Assembleia Geral das Nações Unidas e do Conselho de Segurança. É constituída por um corpo de magistrados independentes, eleitos sem levar em conta as suas nacionalidades, pessoas que gozem de alta consideração moral e que reúnam as condições necessárias para o exercício das mais altas funções judiciais em seus respectivos países, ou que sejam jurisconsultos de reconhecida competência na área do direito internacional. De quaisquer dos seus quinze membros, não poderão haver dois que sejam da mesma nacionalidade e, caso a pessoa possa ser considerada nacional de mais de um Estado, será considerada nacional do Estado em que exerça ordinariamente seus direitos civis e políticos. Nenhum membro da Corte pode exercer nenhuma função política ou administrativa, nem se dedicar a nenhuma outra ocupação de caráter profissional, tendo dedicação exclusiva e remunerada.
    O papel do Tribunal é resolver, de acordo com o direito internacional, as disputas legais que lhe são submetidos pelos Estados e emitir pareceres consultivos sobre questões jurídicas que lhe sejam submetidas pelos órgãos das Nações Unidas e agências especializadas autorizadas. A competência da Corte se estende a todos os litígios que as partes a submetam e a todos os assuntos especialmente previstos na Carta das Nações Unidas ou nos tratados e convenções vigentes.
    Os Estados partes do estatuto da CIJ aceitam a mesma obrigação: a jurisdição da Corte em todas as controvérsias de ordem jurídica que tratem sobre:
    a) a interpretação de um tratado; b) qualquer questão de direito internacional; c) a existência de todo feito que, se for estabelecido, constituirá violação de uma obrigação internacional; d) a natureza ou extensão da reparação que seja feita pela quebra de uma obrigação internacional. Ainda em seu estatuto a CIJ dispõe que a declaração a que se refere ao Artigo 36 (competências da CIJ) poderá ser feita incondicionalmente ou sob condição de reciprocidade por parte de vários ou determinados Estados, ou por determinado tempo. Destarte, estas declarações serão remetidas para seu depósito ao secretário Geral das Nações Unidas, que transmitirá cópias delas às partes do estatuto e ao Secretário da Corte. Por fim, os caso de disputa sobre se a Corte tem ou não jurisdição para o julgamento, a própria Corte o decidirá.

  37. ONU é a sigla para Organização das Nações Unidas (ONU), que é uma organização internacional com o escopo de promover a colaboração em termos de direito internacional, segurança internacional, ampliação econômica, melhoria social, direitos humanos e da paz mundial. A ONU foi constituída em 1945, logo após a Segunda Guerra Mundial, com o desígnio de deter as guerras entre os países e para facilitar a conversa entre os países. É uma organização formada por governos da maioria dos países do mundo, sendo ela a maior organização internacional, cujo objetivo principal é instituir e assentar em prática estruturas que permitam a segurança internacional, desenvolvimento econômico, definição de leis internacionais, respeito aos direitos humanos e a melhoria social.
    A sede principal da ONU fica na cidade de Nova Iorque e seus emissários determinam, através de reuniões constantes, leis e projetos sobre temas políticos, administrativos e diplomáticos internacionais. A ONU está dividida em vários organismos administrativos como, por exemplo, Corte Internacional de Justiça, Conselho Econômico e Social, Assembleia Geral entre outros.

    Os principais objetivos da ONU são: defesa dos direitos fundamentais do ser humano; assegurar a paz mundial, colocando-se contra qualquer tipo de conflito armado; busca de mecanismos que gerem o progresso social das nações e criação de condições que conservem a justiça e o direito internacional.
    A ONU é financiada por contribuições de todos seus Estados membros, e tem seis idiomas oficiais: Árabe, Chinês, Inglês, Francês, Russo e Espanhol.

Comente esta notícia!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s