Hillary Clinton negocia possível chefia do Banco Mundial


A Secretária do Estado dos EUA, Hillary Clinton chega para uma conferência de imprensa após a terceira reunião de contato na Libia, no palácio dos Emirados em Abu Dhabi, 9 de Junho de 2011

A secretária norte-americana de Estado, Hillary Clinton, está em discussões com a Casa Branca sobre deixar o cargo no próximo ano para ocupar a chefia do Banco Mundial, disseram fontes familiares com as discussões nesta quinta-feira.

A ex-primeira-dama dos Estados Unidos, que já foi rival do presidente Barack Obama nas últimas eleições presidenciais, tornou-se rapidamente um dos integrantes mais influentes no gabinete de Obama após assumir como secretária de Estado no início de 2009.

Hillary tem dito publicamente que não planeja ficar no Departamento de Estado por mais de quatro anos. Colegas de Hillary dizem que ela tem expressado interesse em chefiar o Banco Mundial após o final do mandato de Robert Zoellick, previsto para a metade de 2012.

“Hillary Clinton quer o cargo”, disse uma fonte que conhece a secretária muito bem, confirmando a fala de outra fonte.

Uma terceira fonte afirmou que Obama já expressou apoio para a mudança. Não está claro se o presidente formalmente concordou em nomeá-la para o posto, o que exigiria a aprovação dos 187 países-membros que integram o Banco Mundial.

A Casa Branca não quis fazer comentários.

Um porta-voz de Hillary, Philippe Reines, negou que ela queira o cargo ou que tenha conversado com a Casa Branca sobre o assunto.

Fonte: Reuters

About these ads

Uma resposta em “Hillary Clinton negocia possível chefia do Banco Mundial

  1. Ultimamente, todo o cenário mundial tem sido presenteado com lideranças femininas em cargos de extrema relevância, o mais recente e importante deles, para nós brasileiros, foi a eleição de uma presidenta: DILMA HUSSEF. E a tendência é que isso se torne uma naturalidade entre nós, como já acontece em outros países. Um atestado dessa ascensão feminina são as informações que membros do governo americano disseminaram. Apesar de o Departamento de Estado e a Casa Branca negarem, especula-se que a secretária de Estado dos Estados Unidos, Hillary Clinton, pretende deixar o cargo de principal diplomata do governo de Barack Obama e assumir o Banco Mundial. Enfim, a veracidade de tudo isso ainda é questionável, prova disso é a obscuridade que envolve o posicionamento do Presidente norte-americano, que não se manifestou formalmente quanto a nomeá-la ou não para o cargo, o que exigiria, por sua vez, a aprovação dos 187 países-membros do Banco Mundial. Resta-nos aguardar o transcorrer de tudo isso. Mas, indubitável é que a sensibilidade, a versatilidade e a perspicácia femininas tornam essa ascensão aos cargos de chefia verdadeiro investimento de sucesso e competência. “Que venha a dobradinha: Hillary Clinton no Banco Mundial e Christine Lagarde no FMI!”

Comente esta notícia!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s